Compatibilidade primeiro nome

Poetas do r/rapidinhapoetica, apresentamo-lhes a nova equipe de moderação e os nossos planos para o futuro. Queremos sua ajuda!

2020.10.06 18:52 robbed_irl Poetas do r/rapidinhapoetica, apresentamo-lhes a nova equipe de moderação e os nossos planos para o futuro. Queremos sua ajuda!

Aos poetas, escritoras e escritores do rapidinhapoetica, hoje apresentamos a nova equipe de moderação desse subreddit, composta pelo u/M4D4R4G0D e um novo membro, u/robbed_irl (eu). Juntos, pretendemos não apenas manter essa comunidade o ambiente acolhedor que sempre se mostrou ser, mas expandi-la. Para isso, criamos um documento com nossos objetivos e planos para o subreddit, e contamos com sua colaboração!
O objetivo desse post é buscarmos aprovação, críticas e sugestões diretamente das pessoas que de fato fazem uso desse ambiente. Não só isso, também pretendemos criar um ambiente totalmente transparente.
Sem mais delongas, o texto abaixo se trata do trabalho que produzimos até então. Reiteramos que todas as críticas e sugestões serão acolhidas pela moderação. Após a publicação desse post, esperaremos entre três dias e uma semana, e, então, atualizaremos o texto abaixo com o que for decidido pela comunidade. Esse post deve ficar pinado durante o período de planejamento e execução.
Um forte abraço,
Mods do rapidinhapoetica
 
 

Propostas da nova equipe de moderação do rapidinhapoetica

 
Em decorrência do interesse de manter o subrredit rapidinhapoetica um ambiente acolhedor a escritores de todos os níveis da língua portuguesa, e, ao mesmo tempo, incentivar o crescimento e a interatividade da comunidade, o então moderador, u/M4D4R4G0D, iniciou o processo de recrutamento de novos moderadores pelo discord público do subreddit por meio desse post. No momento da escrita desse parágrafo, u/robbed_irl foi selecionado para compor a nova equipe ao lado do u/M4D4R4G0D.
O objetivo deste documento é listar e discutir propostas para atingir esse objetivo de forma transparente. Após sua primeira versão, ele será aberto à comunidade em um formato fixo, e sugestões e críticas dos usuários serão consideradas para compor o plano de ação da equipe.
O documento é composto pelas seções:
  • Propostas: lista de ideias que alterem características do subrredit. Cada proposta deve conter um nome e um argumento a seu favor, de forma que seu texto seja de fácil compreensão. Outro item que dever ser listado é a maturidade da ideia Exemplos: alta (já é implementada em outros contextos similares com sucesso), média (já foi implementada, mas vai exigir adaptação) e baixa (parte de um conceito interessante, mas é inovadora e requer mais cuidado na implementação). Links para outros subreddits ou projetos que a empreguem são bem vindos, assim como possíveis problemas que sua implementação possa acarretar.
  • Plano de ação: lista de eventos que deverão ser executados após a revisão das propostas, em ordem cronológica (tanto quanto for possível). A ideia não é ser um cronograma, apenas um guia para a moderação.
Todos os detalhes desse documento estão abertos à crítica e modificação, incluindo o texto que o descreve.
 
Propostas:
 
  • Revisão das tags:
    • Maturidade: alta
    • Argumento: novas tags podem promover mais interações e tipos de conteúdo dentro da comunidade. Por se tratar de uma comunidade de nicho, faz sentido concentrar mais estilos de escrita no rapidinhapoetica, visto que é inviável a manutenção e o crescimento de vários subreddits de nichos literários na esfera brasileira do reddit.
    • Tags sugeridas:
      • Poesia: essencialmente a mesma coisa que a tag atual "Poesia", um termo geral para arte textual, sem restrições.
        • Maturidade: alta
        • Argumento: pra que mudar o que está funcionando?
      • Canção: essencialmente a mesma coisa que a tag atual "Poesia", mas denotando um aspecto de musicalidade intencionado pelo autor.
        • Maturidade: alta
        • Argumento: se trata de mais uma categorização inofensiva, sugerida por usuários
      • Conto: essencialmente a mesma coisa que a tag atual "Conto", um termo geral para uma narrativa textual.
        • maturidade: alta
        • Argumento: pra que mudar o que está funcionando?
      • Escreva sobre: post no qual o autor escreve um trecho de uma narrativa, poema ou qualquer outra expressão textual, e os usuários são convidados a responder comentários que o continuem, com total liberdade quanto à direção, formato e tema.
        • Maturidade: alta
        • Argumento: essa é a ideia do WritingPrompts, um dos maiores subs de escrita do reddit, que conta com quase 15 milhões de usuários. Além de ser bastante divertido, é um formato que estimula a cooperação e a interação entre usuários. Não existem muitas formas para esse tipo de expressão aos escritores de língua portuguesa no reddit.
      • Construção de ideia: post no qual o autor está interessado em expandir um conceito, ideia, mundo ou universo. Se trata de um formato bem aberto, cujo intuito é inspirar a criatividade dos usuários e, potencialmente, ajudar o autor.
        • Maturidade: média
        • Argumento: inspirado em Worldprompts, SciFiConcepts e outros subreddits similares, esse conceito pode se tornar uma ferramenta útil para escritores e, simultaneamente, instigar conversas que culminem em textos interessantes.
      • Folhetim: inspirado na "literatura de folhetim", obras que eram distribuídas em capítulos nos jornais. A ideia é permitir que usuários criem narrativas, mundos, etc, de forma capitularizada. Totalmente livre quanto ao formato, seria possível a publicação gradual de obras literárias. Fica a critério do autor identificar o 'universo', ordem e posts associados.
        • Maturidade: baixa
        • Argumento: essa tag permitiria que textos mais complexos fossem criados, sem que ocorra uma queda no engajamento, típica de posts textuas longos no reddit. Além disso, se bem aproveitada, poderá gerar um engajamento e fidelização de usuários interessados na obra sendo contada. Como se trata de apenas uma tag e um formato livre, não há custos adicionais para a moderação.
      • META:
        • Maturidade: alta
        • Argumento: permitir que usuários tenham um espaço para criticar a forma como o subreddit é gerido é essencial.
 
  • Revisão da barra lateral:
    • Definiçao das tags: explicitar o uso adequado de cada tag
      • maturidade: alta
      • Argumento: deixar claro aos usuários quando e como usar cada tag
    • Ajustar os layouts em todos os designs: fazer com que todas as informações da barra lateral sejam acessíveis em todas as plataformas e versões do reddit (incluindo o design velho).
      • Maturidade: alta
      • Argumento: seguir o exemplo dos grandes subs, acessíveis pelo old.reddit.com, new.reddit.com e app oficial. É importante para que todos os usuários entendam as regras e objetivo do subreddit. Atualmente, no design antigo, a barra lateral contém apenas um parágrafo de texto.
    • Revisar regras: modificar as regras para que incluam o respeito às mudanças propostas.
      • Maturidade: alta
      • Argumento: as novas propostas devem ser incorporadas no corpo de regras do subreddit para que sejam aplicadas efetivamente.
      • Alterações sugeridas:
        • Faça uso adequado das tags: todos os posts devem estar adequadamente tagueados.
          • Maturidade: alta
          • Argumento: fundamental para o funcionamento "adequado" do sub.
          • Obs: enquanto o sub for pequeno, usuários infratores podem apenas ser advertidos e seus posts tagueados manualmente pela moderação.
        • Uso do botão de downvote: não downvotem outros posts. Em caso de infração às regras (que incluem, entre outras coisas, ofenças e ataques pessoais), usem o botão de report.
          • Maturidade: média
          • Argumento: presentear um artista com um downvote é cruel. Arte não se enquadra em uma visão binária, como a representada pelo sistema de karma do reddit. É uma regra que é muito mais uma sugestão, pois não pode ser moderada, mas alguns subs de nicho conseguem fomentar comunidades que a entendem. Podemos tentar ser um deles.
        • Meta-drama e propaganda política são proibidos: postagens de teor provocativo que buscam alienar parte dos usuários serão removidas.
          • Maturidade: média
          • Argumento: apenas um reforço à regra anti-ofensas (regra 1). Não significa que os posts não podem ter visões políticas, apenas que atacar membros de outro subreddit, quem votou em X, etc, deve ser evitado. Aludir ao relacionamento entre, digamos, o presidente e a ignorância não é problema, mas dizer que todos que votaram nele são idiotas é incendiário. Mais que proteger os usuários, essa regra visa proteger o subreddit e a comunidade.
          • Obs: é uma regra polêmica, a depender de quem você perguntar, mas que é amplamente aplicada por todo o reddit. A sua aplicação idealmente estará associada a um modlog público.
 
  • Tags textuais: tags adicionais (e opcionais) incorporados nos títulos dos posts, com a finalidade de sugerir interações e regras específicas aos posts que as contenham.
    • Maturidade: alta
    • Argumento: o reddit limita apenas uma tag por post, o que pode ser insuficiente. Tags adicionais (e opcionais) podem melhorar o engajamento entre leitores e autores. O exemplo clássico disso é o [Serious] do AskReddit, que, quando presente, indica que o autor deseja apenas resposta sérias.
    • Tags sugeridas:
      • [O que achou?] (nome sugerido): tag que indica que o autor do post está interessado em críticas e comentários. Inspirada na forma de funcionamento do OCPoetry (o subreddit gringo de poesia original mais bem sucedido), a ideia é que, para fazer uso dessa tag, o autor deve ter fornecido críticas construtivas a pelo menos outros dois usuários que utilizaram essa tag (o autor deve linkar suas contribuições no seu próprio post).
        • Maturidade: média
        • Argumento: ter um espaço para publicar seus textos é ótimo, mas, para alguns, pouco atrativo se não há troca de ideias. Essa regra é uma forma que se mostrou efetiva para "garantir" que a comunidade interaja e seus indivíduos cresçam técnicamente/estilisticamente com ajuda de outros que tenham esse mesmo interesse. Lembrando: essa tag seria totalmente opcional.
        • Obs: se implantada, o requerimento de contribuições prévias não existiria até a ideia "pegar". Caso o subreddit cresça, essa seria uma tarefa cansativa de moderar, mas que pode ser automatizada por meio de um bot moderador (eu, robbed_irl, seria capaz de executar essa proposta). O uso do sistema de report por parte dos usuários seria ideal para regular infratores. No primeiro momento, com a comunidade como se encontra, essas coisas não parecem ser um grande problema.
      • [Conheça meu trabalho] (nome sugerido): tag utilizada para convidar os leitores a conhecerem mais a respeito do trabalho do autor, uma solução para quem quer divulgar sua arte ou plataforma fora do reddit. O post deve conter um texto autoral, e o autor fica livre para divulgar seu trabalho da forma como achar mais interessante, seja no título, no corpo ou num comentário, linkando nesses contextos.
        • Maturidade: baixa
        • Argumento: a fim de mantermos o conteúdo do sub consistente, os posts devem se conformar às tags existentes. Caso o autor queira chamar atenção à suas plataformas fora do reddit, essa é uma solução não invasiva.
 
  • ModLog público: abrir o modlog à comunidade.
    • Maturidade: média
    • Argumento: por que não exigir da moderação a mesma transparência que gostaríamos de ver no nosso governo? A implementação é fácil, evitará acusãções quanto à parcialidade dos moderadores e deixará claro à comunidade que também seguimos as regras do subreddit.
    • Obs: é uma ideia ligeiramente controversa, pois subs que naturalmente atraem controvésia continuaram controversos com um modlog público. Não é o caso do rapidninhaspoetica.
 
  • Campanha de divulgação: criar um post bem pensado (high-effort) para divulgar o subreddit em outras comunidades, explicitando as mudanças que a equipe executou no rapidinhapoetica - em especial as novas "modalidades" (tags). Podemos fazer uso do conteúdo postado no sub para divulgá-lo (com a permissão dos autores, claro). <---edit: sugestões??
 
  • Post para discussões semanais: um post "pinned" (ordenado por data - "new") que servirá para discussões off-topic. Técnica de escrita, autores famosos, livros, etc.
    • Maturidade: média
    • Argumento: Enquanto vale a pena manter o sub focado em arte, discussões em torno do mundo literário/artístico também são importantes, mas tem pouco espaço na esfera brasileira do reddit. Esse poderia ser um espaço dedicado a isso.
 
  • "Concurso Literário": uma thread na qual usuários podem votar nos posts favoritos da semana. Posts ganhadores receberão uma tag especial.
    • Maturidade: baixa
    • Argumento: é uma forma positiva de premiar conteúdos originais, também servindo como agradecimento para os autores, engajamento para os usuários e uma legitimação da comunidade.
    • Implementação: poderia ser um post "pinned" ou um comentário "pinned" (caso a proposta "Post para discussões semanais" seja aceita). Cada usuário comenta apenas uma vez com o link para do post que está indicando. Automatizar a contagem via bot ou script é algo fácil, outros subs fazem coisas parecidas. Poderíamos dar um prêmio por semana ou mês. Eu, robbed_irl, autor da proposta, tenho a capacidade técnica para executar essa ideia.
 
Plano de ação
  • [x] Terminar a versão 1.0 desse documento
  • [x] Fazer um meta post "pinned" no rapidinhapoetica expondo o documento e pedindo sugestões
  • [x] Revisar o documento
  • [x] Iniciar implantação das propostas aceitas
    • [x] Ajustar regras e sidebar
    • [x] Compatibilidade com todos os layouts
    • [x] Adicionar novas tags
    • [ ] Configurar auto moderador
    • [ ] Implementar concurso literário
    • [ ] Abrir o modlog
    • [ ] Divulgação
submitted by robbed_irl to rapidinhapoetica [link] [comments]


2020.07.08 19:44 YatoToshiro Fate/Gensokyo #21 {Parte 2} Emiya Shirou (Archer)


Fate/Grand Order, Fate/stay night, Fate/stay night: Unlimited Blade Works
EMIYA, Shirou Emiya. Ele não é um espírito heróico adequado no sentido de outros heróis. Ele é uma versão alternativa de Shirou de uma linha do tempo alternativa de Fate/stay night, onde fez um contrato com o Mundo (Alaya) e se tornou o Heroic Spirit EMIYA. Ele atua como contra-guardião do mundo como pagamento pelo contrato. Ele é convocado porque ainda tem o pingente de joia que Rin usou para salvar sua vida depois que Lancer esfaqueou seu coração. A jóia que ele possui é o catalisador usado na convocação, e não o que Rin ainda possui no momento da convocação. Após o final de cada uma das três rotas em Fate/stay night, a possibilidade de Shirou se tornar Archer ainda existe, mas a chance de isso acontecer é quase zero. ___________________________________________________________
Fate/Hollow Ataraxia Quando Rin foi à Associação dos Magos para comparecer a um tribunal, ela pediu a Archer para proteger a cidade de Fuyuki em sua ausência.
Nos loops, Archer guarda a ponte que liga os distritos de Miyama e Xintoísmo da cidade de Fuyuki. Se Shirou tentar atravessar a ponte durante a noite sem atender a certas condições primeiro, ele será arrancado por Archer do telhado do prédio central no distrito de Xintoísmo.
Depois que Shirou / Avenger "reaprende" sua mágica de Projeção, ele e Saber desafiam Archer. Eles lutam a longa distância. Archer disparou o Phantasm Quebrado Hrunting na direção deles, enquanto Saber voava em direção a Archer com o Feitiço de Comando de Shirou. Saber derrotou Archer enquanto Shirou / Avenger desviou o Hrunting com Rho Aias. Derrotar Archer concede a Shirou / Avenger o acesso de Shinto em patrulhas noturnas. Depois disso, ele começou a aparecer em Fuyuki para interagir.
Na noite do ciclo final, Rin e Archer protegem a Ponte Fuyuki de uma horda de "monstros" para impedir que perseguam Shirou / Avenger.
Fate/Unlimited Codes Ele é conhecido como o Herói do Ferro Forjado. Em sua história de arcade, ele monologa sua situação sobre ele ter sido convocado na Guerra do Santo Graal de Fuyuki e como foi um milagre alcançar seu objetivo de alterar seu passado, terminando Shirou e permitindo que Rin vencesse a Guerra do Santo Graal. Ele tem que enganar o seu mestre para fazer isso.
Archer inesperadamente enfrenta Shirou mais cedo e quando ele enfrenta Shirou, Shirou descobriu sua identidade e desafiou Archer. Archer esperava que Sabre o lutasse pessoalmente, no entanto Shirou decidiu resolver as coisas entre os dois como o Herói da Justiça. Como a luta se transforma em um choque de seus ideais, Archer responde a Shirou que um ideal não vale nada se não houver força para apoiá-los e for forçado a derrubá-lo. Embora ele vença, é sugerido que Archer não matou Shirou e continuou a Guerra do Santo Graal contra os outros participantes.
Seu último oponente é Gilgamesh, que perguntou se Archer solicitou assistência pela morte. No entanto, Archer afirma que ele está fazendo algo estúpido, eliminando o vilão que queimará a cidade inteira. Seu objetivo original era deixar Rin vencer, mas ele não pode permitir que Gilgamesh continue e Archer prevalece em sua luta. No seu final, muitos anos se passaram e Archer está lutando junto com um Rin adulto contra um exército de Golens. Archer fica mais alegre e Rin o acha mais legal do que em seu primeiro encontro.
No final de Rin, Rin selou o Santo Graal e transformou Archer em uma escala menor de si mesmo. Ela afirma que transformou Archer nesta forma porque ele não a ajudou na guerra. Archer lamenta não ter destruído o Santo Graal.
Fate/Grand Order EMIYA é um dos primeiros heróis invocáveis para o protagonista no início do jogo. Desde o início, ele participou de vários eventos paralelos na Grande Ordem, incluindo principalmente os eventos de Natal, Halloween e GUDAGUDA. Ele serve principalmente na cafeteria da Chaldea, juntamente com Minamoto No Raikou, Boudica e Tamomo Cat, além de cuidar das crianças servas da Caldéia.
(Se alguem quiser que eu poste a historia do Archer em Grand Order faço na parte 4)
Fate/Extra CCC Existe uma versão alternativa do Archer no universo Fate/EXTRA. Embora suas experiências de vida fossem as mesmas, esta versão fez um contrato com a célula da lua e não com o mundo. Isso resultou em ele se tornar um Espírito Heroico sem nome, incorporando o conceito de "herói da justiça" em vez do Contra Guardião EMIYA.
Através das flutuações na célula da lua, a versão Fate/stay night de Rin e Archer aparece no Fate/Extra CCC. Se as duas versões se enfrentam, nota-se que o Arqueiro do Stay Night é mais cínico.
Quando Hakuno Kishinami perde suas memórias no outro lado da lua, Archer ajuda Hakuno como um instrutor irritante. Note-se que, quando ele é o Servo da fêmea Hakuno, Meltlilith se apaixonará por ele de sua própria maneira perturbada. Ela mencionaria seu "Corpo de Aço" na ocasião.
No final de Archer, o Hakuno original acorda da criopreservação sendo curada de sua doença agora em 30 anos no futuro. Os países do Oriente Médio e do Ocidente estão discutindo sobre os recursos remanescentes da Terra. Hakuno acampou em um campo de refugiados no Oriente Médio depois de escapar dos países ocidentais. Os perseguidores se matriculam em escolas de combate para saber como sobreviver. Hakuno está descansando debaixo de uma árvore, dando um tempo no treinamento. Hakuno conhece Archer renascido, que agora é um instrutor de combate que se oferece para lhes dar lições. Os dois não se reconhecem, mas sentem um déjà vu.
Fate/Extra Nome Verdadeiro de Archer foi perdido, então ele é um Anti-Herói sem nome. Um espírito heroico desconhecido. Um "Faker". Em sua vida anterior, ele era um mero mago, assim como os Mestres que participaram da Guerra do Santo Graal. Não é tão versátil quanto Rin Tohsaka, mas aparentemente possui um Circuito Mágico especializado em uma única magia. Ele colocou em prática o Herói da Justiça com o qual muitas pessoas sonham, mas quando confrontado com um desastre que não podia ser resolvido apenas com seus próprios poderes, vendeu seu "eu após a morte" para a Célula da Lua como compensação por um milagre. Como resultado, ele é empregado como o conceito de "Herói da justiça" após a morte, como um Servo em vez de um herói.
Quanto ao humano que se tornou sua fonte, há uma pessoa que passou sua vida anterior como personificador da justiça no passado assim, mas ele não é mais dito indivíduo. Esse espírito heróico tem a forma de um conveniente "Herói da justiça" que as pessoas desejavam, que começou com a forma dessa pessoa. A pessoa que se tornou a fonte desse espírito heróico certamente existe, mas quando foi adorado como herói, seu nome como humano havia sido completamente esquecido das memórias e da história das pessoas. Archer é descrito como tendo a mesma "existência" que o Arqueiro do Stay Night, mas não a mesma "pessoa". Além disso, o "Nome Verdadeiro", sob o qual ele alcançou uma funcionalidade efetiva como Espírito Heroico, também difere daquele do Arqueiro do Stay Night
Archer é um dos Servidores selecionáveis em Fate/Extra junto com Saber e Caster. Como os Servos em Moon Cell são selecionados por sua compatibilidade, Hakuno e Archer são compatíveis porque ambos são existência sem nome e foram guiados por uma força fora de seu controle.
Archer aparece durante as preliminares da Guerra do Santo Graal da Lua em Extra Last Encore como uma efígie petrificada, deteriorada e irreconhecível de si mesmo. Ele persegue o homem Hakuno Kishinami e aparentemente tenta matá-lo. Ele finalmente enfrenta Saber depois que ela foi convocada por Hakuno e é rapidamente derrotada por ela. Por uma razão desconhecida, ele é visto sorrindo enquanto desaparece
Fate/Extella O arqueiro presente em Fate/Extella é um indivíduo diferente em comparação com o seu homólogo do Fate/Extra e Fate/Extra CCC. Este arqueiro vem de um mundo paralelo com sua história divergente. Em sua linha do tempo, ele era o Servo de um Mestre na Guerra do Santo Graal e foi derrotado no meio da batalha ao lado deles. Depois, ele lutou contra Altera, assumindo que ela era totalmente má e foi morta. Devido ao que ele especula ser sua natureza como um herói sem nome ou uma falha no SE.RA.PH, ele foi transferido para um mundo paralelo em vez de excluído.
No mundo em que ele desembarcou, ele é recrutado para o Partido de Nero, junto com Nero, Gawain, Cú Chulainn e Li Shuwen. Ele pretende apenas apoiar Hakuno Kishinami, um mestre do "puro otimismo" que não existia em seu mundo, e não tem senso de lealdade à própria Nero. "Bem, se é isso que eu tenho que fazer, é o que eu tenho que fazer", ele pensa. “Suponho que lutarei com ela.” Quando perguntado sobre quem ele é, ele apenas responde que ele era um Servo fraco, provavelmente derrotado no primeiro turno.
Nameless ajuda Hakuno a garantir que o final horrível que ele testemunhou nunca aconteça, após o qual ele retornará à sua própria linha do tempo. Na verdade, o final que ele viu está longe, muito no futuro, dos eventos desse incidente atual. Mesmo em SE.RA.PH, este Servo é um estranho infeliz, jogado aqui de um "futuro errado".
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.06.09 01:05 NetAlarmes Qual o melhor gravador de imagens: DVR, NVR ou HVR?

A pergunta que não quer calar é: Qual o melhor gravador de imagens: DVR, NVR ou HVR?
Nos dias de hoje, segurança é um dos requisitos mais prezados e buscados. Em um mundo de tanta violência, sentir-nos protegidos é essencial para viver com qualidade e despreocupação.
Uma das ferramentas que mais se tornaram populares com esse propósito é a gravação de imagens – as câmeras de segurança.
Muitas pessoas se interessam por essa tecnologia, mas podem não saber alguns aspectos específicos, como, por exemplo, qual o melhor gravador de imagem.
Embora seja uma característica técnica, conhecer os tipos de gravadores de imagem é fundamental para instalar o melhor equipamento para suas necessidades.
Três dos mais populares e funcionais são o DVR, o NVR e o HVR. Conheça um pouco mais sobre cada um e saiba qual escolher no momento de adquirir e instalar seu próprio dispositivo.

3 Opções de Gravador de Imagens

DVR

DRV é uma sigla para Digital Video Record, ou Gravação de Vídeo Digital, em tradução. Esse modelo é um dos mais utilizados no mercado, atualmente, e se tornou bastante popular, por se tratar de uma alternativa com um bom custo-benefício.
O sistema DVR foi um dos primeiros que surgiu para substituir tecnologias antigas de gravação de imagem, que necessitava de um computador, e foi a partir dele que os outros sistemas foram aprimorados.
Basicamente, ele pode utilizar câmeras digitais ou analógicas – as mais usadas –, e permite a resolução de até 960 linhas.
As imagens capturadas são razoáveis, ou seja, esse sistema não é indicado para aqueles que precisam de um maior número de detalhes.
Por outro lado, elas são uma ótima escolha para residências, por exemplo, ou pequenos estabelecimentos – projetos que não demandam uma grande quantidade de investimento inicial.

NVR

O Network Vídeo Record, ou Gravação de Vídeo em Rede, é um dos sistemas de gravação de imagem mais tecnológicos que já foram desenvolvidos.
Seu maior diferencial é a compatibilidade com câmeras IP, e o armazenamento de todas as imagens em um só lugar – como cartões de memória ou unidades flash USB.
O sistema NRV faz a captura de imagens em alta resolução, o que pode diminuir o número de horas gravadas e armazenadas, mas, por outro lado, representam um número maior de detalhes e imagens com grande nitidez, permitindo uma identificação mais fácil dos elementos, caso seja necessário.
Imagens com maior resolução tendem a ser mais pesadas, por isso, o investimento também pode pedir uma unidade de armazenamento com alta capacidade, o que eleva o investimento inicial.
Por isso, ela é escolhida, usualmente, por grandes empresas ou estabelecimentos que estejam dispostos a investir mais em um equipamento de ponta e alta tecnologia.
Outra característica que diferencia o NVR dos demais sistemas é a possibilidade de acompanhar as gravações por dispositivos móveis – por exemplo, pelo celular.

HVR

Por fim, conhecido como HRV, o sistema Hybrid Video Record está se tornando popular como gravador de imagens. Trata-se de uma Gravação de Vídeo Híbrida, e, como o nome indica, é um dispositivo híbrido – ou seja, que mistura os dois sistemas anteriores, o DVR e o NVR.
Esse aparelho pode realizar a captura tanto por câmeras analógicas e câmeras digitais, quanto por câmeras IP, também apresentando as características de ambos os sistemas mencionados anteriormente.
Ele está se tornando uma alternativa bastante procurada por apresentar uma migração de sistemas, e também por oferecer a possibilidade utilizar ambas as câmeras ao mesmo tempo.
Outra vantagem que esse sistema apresenta é a tecnologia AHD Analogic High Definition, que grava as imagens de câmeras analógicas com alta definição, algo que não era possível anteriormente.
Esse sistema está ganhando espaço no mercado, e tende a ter seus preços reduzidos.

Qual o melhor gravador de imagens?

Depois de conhecer as especificidades de cada um dos sistemas, definir qual o melhor gravador de imagem se resume, basicamente, às necessidades de quem estará adquirindo o equipamento e quais as funcionalidades de cada dispositivo.
Para gravações em residências ou pequenos prédios, por exemplo, que buscam oferecer mais segurança, mas não necessitam de altas definições para as imagens, o sistema DVR é, certamente, o com maior custo-benefício, por ser simples, eficiente e com baixo valor de investimento.
Por outro lado, grandes empresas ou propriedades podem preferir um sistema que capture imagens com um alto nível de nitidez em seus detalhes.
Dessa forma, o sistema NVR, além de mais tecnológico, também possibilita outros benefícios de assistência, como acompanhar por dispositivos móveis e armazenar todas as gravações em um único lugar.
Há, também, aqueles que estão fazendo a transição entre sistemas – que possuem câmeras de segurança analógicas, ou mais antigas, mas também querem adquirir câmeras IP, por exemplo. Nesse caso, o HRV é uma ótima escolha.
Tudo depende de fatores como quanto investimento se tem disponível, quais as características que mais preza nas gravações e quais as finalidades do equipamento – qual o tamanho do imóvel ou outros aspectos a serem levados em consideração.
Depois de analisar essas particularidades, você encontrará qual o melhor sistema de gravador de imagens, e que melhor atende às suas necessidades.
submitted by NetAlarmes to u/NetAlarmes [link] [comments]


2020.02.24 03:57 altovaliriano A Mulher Morena

“Sábado de personagens” ainda no domingo. Fazer o quê?
A mulher morena é uma das mais misteriosas personagens de As Crônicas de Gelo e Fogo. Seu nome e origem nunca foi revelado ao leitor. Pouco mais sabemos sobre ela, mas em resumo a mulher foi entregue por Euron a Victarion como um prêmio. Sabemos que ela é muda e que Victarion a considera bonita.
Porém, em determinado momento da história, fica evidente ao leitor de que a mulher morena é mais do que parece ser. A tripulação de Victarion resgata do mar Moqorro, um sacerdote de R’hllor enviado pelo Templo Vermelho para auxiliar Daenerys em Meereen, e leva-o a Victarion, pois o homem afirma estar sabendo de que o Capitão de Ferro corre perigo de morte. Quando um mal súbito atinge Victarion, ele e Moqorro vão à sua cabine e o seguinte ocorre:
Quando abriu a porta da cabine do capitão, a mulher morena se virou em sua direção, silenciosa e sorridente... mas, quando viu o sacerdote vermelho ao lado dele, seus lábios se afastaram de seus dentes, e ela sibilou em súbita fúria, como uma serpente. Victarion a acertou com as costas da mão boa e a derrubou no chão.
– Quieta, mulher. Vinho para nós dois. [...]
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
A hostilidade da mulher morena para com Moqorro parece uma indicação muito forte sobre a origem e propósito da personagem na história. A partir deste fato apenas, leitores foram levados às mais loucas especulações sobre a identidade da misteriosa serva-amante de Victarion. Entretanto, se o reino das especulações produz resultados estranhos, posso afirmar que as evidências presente no próprio texto não são menos estranhas. Se analisadas em sua literalidade, o texto produzido pelo próprio Martin aponta para direções completamente ininteligíveis.
Analisemos.

Fenótipo, aparência e semelhanças

Fenótipo é o resultado da expressão dos genes do organismo, da influência de fatores ambientais e da possível interação entre os dois. No contexto deste texto, o fenótipo da mulher morena é algo que poderia nos dar uma dica sobre sua herança genética.
Esse herança genética PODE nos ajudar a determinar a cultura na qual ela nasceu, mas é claro que isso não permite nos concluir com absoluta certeza que ela pertence esta cultura. Um bom exemplo de personagem cujo fenótipo pode ser usado para nos confundir é Sarella Sand, que pertence à cultura westerosi, apesar de que sua aparência denotaria ter nascido nas Ilhas do Verão.
Entretanto, diante das poucas informações disponíveis sobre a mulher morena, esta análise se torna necessária. Em verdade, o próprio Martin parece estar induzindo os leitores a realizar estas investigações, pois ele mesmo deposita dicas disso no texto:
Sua pele era negra. Não o marrom castanho dos ilhéus do Verão com seus navios cisne, nem o marrom-avermelhado dos senhores dos cavalos dothrakis, nem a cor de carvão-e-terra da pele da mulher morena*, mas negra. Mais negra que carvão, mais negra do que o azeviche, mais negra do que as asas de um corvo.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Na passagem acima, vê-se que Martin descarta através de Victarion que a mulher morena pertence às culturas dos Ilhéus do Verão e dos senhores de cavalo Dothraki. A exclusão das Ilhas do Verão é especialmente útil, haja vista onde Euron ALEGA ter encontrado a mulher morena:
INGLÊS: As a reward for his leal service, the new-crowned king had given Victarion the dusky woman, taken off some slaver bound for Lys.
PORTUGUÊS: Como recompensa por seu leal serviço, o recém-coroado rei dera a Victarion a morena, roubada de algum mercador de escravos a caminho de Lys*.*
(AFFC, O Pirata)
Eu acho curioso a forma como fica apenas implícito de que Euron teria capturado a Mulher Morena nos porões de um navio de escravos indo para Lys, quando, na verdade, nada disso está escrito no texto. Não se menciona qualquer navio, nem que ela era uma escrava. Tão facilmente como tomou Falia Flowers quando invadiram o Castelo dos Hewett, Euron poderia muito bem ter tomado a amante de um mercador de escravos.
Mas evitemos a interpretação segundo a qual Martin, a esta altura da história, está tentando nos confundir com jogos de palavras. Que outras opções de origem teria uma mulher “bela, com uma pele tão castanha quanto teca oleada”?
Aqueles que partirem para O Mundo de Gelo e Fogo em busca de auxílio encontrarão logo a seguinte referência sobre os habitantes de Naath:
O povo nativo da ilha é uma raça bonita e gentil, com rostos redondos, pele escura e grandes olhos suaves cor de âmbar, em geral salpicados de dourado.
[...~]
O Povo Pacífico sempre teve um bom preço, dizem, pois são tão inteligentes quanto gentis, belos de se olhar e rápidos em aprender a obediência*. É relatado que* uma casa de prazer em Lys é famosa por suas garotas naathi*, que usam diáfanos vestidos de seda e são adornadas com asas de borboletas alegremente pintadas.*
(TWOIAF, Naath)
As descrições tem certa compatibilidade com as características relatadas da mulher morena. Entretanto, os característicos olhos amarelados teriam sido notados facilmente mesmo por alguém tão tapado quanto Victarion. Por outro lado, depois da demonstração de fúria perante Moqorro, acredito que pouco classificariam a mulher morena como “gentil”.
Caso continuemos a pesquisa no livro de meistre Yandell, logo encontraremos uma outra descrição sobre o povo de Leng que é bastante capciosa:
Os lengii nativos são talvez os mais altos de todas as raças da humanidade, com muitos homens entre eles chegando a mais de dois metros de altura, e alguns até com dois metros e meio. De pernas longas e esguios, pele cor de teca oleada*, eles têm grandes olhos dourados e supostamente podem ver mais longe e melhor do que outros homens,* especialmente à noite. Embora formidavelmente altas*, as mulheres lengii são notoriamente ágeis e encantadoras, de* beleza insuperável*.*
(TWOIAF, Leng)
A descrição da pele é inteiramente simétrica àquela da mulher morena (fornecida por VIctarion). Na verdade, é curioso perceber que a única vez que a expressão “teca oleada” é usada para descrever a pele de alguém ocorre com a mulher morena. A única outra vez em que essa analogia é usada é como o povo de Leng, fora da saga principal, em um livro acessório.
Entretanto, há mais problemas aqui do que soluções. Novamente temos a descrição do dourado dos olhos (que seriam difíceis de Victarion ignorar), a altura formidável e a beleza insuperável. Ainda que possamos alegar que Victarion é um homem alto, próximo dos 2 metros de altura (segundo estimativas dos leitores), seria difícil que ele ignorasse que a mulher morena fosse muito alta para uma mulher e de beleza insuperável.
Desse modo, acredito ser seguro descartar Leng e seguir. Não há mais nenhuma referência a características que se assemelhem à da mulher morena (fora das Ilhas do Verão, que já foram descartadas em nossas premissas acima), porém existe uma referência a um povo no estrangeiro que por vezes sofre o mesmo destino reservado à mulher morena:
Não é surpresa que Sothoros seja pouco povoado quando comparado com Westeros ou Essos. Duas dezenas de pequenas vilas de comércio se amontoam na costa norte ‒ vilas de lama e sangue*, alguns dizem: molhadas, úmidas e cheias de miséria, onde aventureiros, trapaceiros, exilados e* prostitutas das Cidades Livres e dos Sete Reinos vêm fazer fortuna.
Há riquezas escondidas entre as selvas, pântanos e taciturnos rios banhados pelo sol do sul, sem dúvida, mas, para cada homem que encontra ouro, pérolas ou especiarias preciosas, há uma centena que encontra apenas a morte. Os corsários das Ilhas Basilisco atacam esses assentamentos, levando cativos que serão mantidos confinados em Garra ou na Ilha das Lágrimas antes de serem vendidos para os mercados de carne da Baía dos Escravos, ou para as casas de prazer e jardins de prazer de Lys*.*
(TWOIAF, Sothoros)
Embora seja muito vago afirmar que esta é uma origem em potencial para a mulher morena (pois, virtualmente, é o mesmo que dizer que ela poderia ter vindo de qualquer lugar do mundo), a menção de que prostitutas das cidades livres que se aventuram em Sothoryos podem acabar em Lys pode nos ajudar a esclarecer algumas dúvidas sobre seu comportamento esquisito (vide abaixo).
Portanto, ainda que não possamos determinar sua origem, a análise acima nos permite começar a descartar algumas opções. Inclusive, percebemos que a mulher morena tem um pele de uma tonalidade ímpar (teca oleada), o que pode indicar que ela pertença a um povo que ainda não foi descrito pro Martin.
Entrentanto, há uma última analogia que não pode deixar de ser registrada:
“Não quero nenhuma de suas sobras”, dissera desdenhosamente ao irmão, mas quando Olho de Corvo declarou que a mulher seria morta se não a aceitasse, fraquejou. A língua dela tinha sido arrancada, mas exceto por este pormenor estava intacta, e era também bela, com uma pele tão castanha quanto teca oleada. Mas, por vezes, quando a olhava, surpreendia-se lembrando da primeira mulher que o irmão lhe dera*, para fazer dele um homem.*
(AFFC, O Pirata)
Sendo Euron alguém conhecido por apreciar jogos mentais, a escolha de alguém que se assemelhasse com a primeira mulher que Victarion havia recebido pode ter sido deliberada. Este detalhe pode ter sido essencial para capturar a memória afetiva de Victarion e fazer com que ele mais facilmente aceitasse o presente de Euron.
Não fica claro se por “primeira mulher” Victarion está falando de sua primeira esposa (que morreu no parto de uma menina natimorta) ou se ele estaria se referindo à primeira mulher com que se deitou. Curiosamente, esta dúvida se aprofunda quando vemos observamos os pensamentos de Victarion no capítulo liberado de Os Ventos do Inverno:
[Spoilers de Os Ventos do Inverno]Enquanto estava na proa do Vitória de Ferro vendo os navios mercantes de Uma-orelha desaparecem um a um ao oeste, as faces dos primeiros inimigos que matara voltaram a Victarion Greyjoy. Ele pensou em seu primeiro navio, em sua primeira mulher.
(TWOW, Victarion)
De todo modo, o importante é que a mulher morena desperta nele esta memória afetiva. Com efeito, o próprio Victarion não parece compreender porque aceitou a mulher ou mesmo porque não cumpriu seu desejo de sacrificá-la, a despeito de ter a perfeita noção de que qualquer presente de Euron é um presente de grego:
A mulher morena não respondeu. Euron havia cortado sua língua antes de dá-la para ele. Victarion não duvidada que o Olho de Corvo tivesse dormido com ela também. Era o jeito do seu irmão. Os presentes de Euron são envenenados, o capitão lembrara a si mesmo no dia em que a mulher morena veio a bordo*. Não quero nenhum de seus restos. Decidira, então, que cortaria a garganta dela e a atiraria ao mar, um sacrifício de sangue para o Deus Afogado.* De alguma forma, contudo, jamais chegara nem perto de fazer isso*.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Pior, esta sensação de familiaridade poderia justificar também a razão pela qual Victarion confiava seus segredos a ela. Não que a mudez da mulher não tenha parte nisso. Afinal, é o que os próprios pensamentos de Victarion indicam:
Cada vez mais, temia que tivessem navegado longe demais, em mares desconhecidos onde até mesmo os deuses eram estranhos... mas, essas dúvidas, ele confidenciava apenas para sua mulher morena, que não tinha língua para repeti-las.
[...]
Victarion podia falar com a mulher morena. Ela nunca tentava responder.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Contudo, isto não explica outros momentos em que Victarion observa ter uma conexão com a mulher morena que independem da confidencialidade verbal. Para estas situações, a memória afetiva me parece funcionar como uma justificativa muito melhor:
A mulher morena sabia o que ele queria sem que tivesse que pedir. Quando ele relaxou em sua cadeira, ela pegou um pano úmido e macio da bacia e o colocou em sua testa.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Outros exemplos disto são a forma como Victarion parece confiar na mulher morena não só mais do que em Meistre Kerwin, capturado em escudoverde (o que é até justificável, pois os nascidos do ferro parecem desconfiar dos meistres, especialmente em um que servia a uma Casa inimiga derrotada)...
– Pegue esta sujeira e vá. – Victarion acenou para a mulher morena. – Ela pode fazer o curativo.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
... mas talvez até mais do que confia em Moqorro:
– [...] Gostaria que eu o sangrasse?
Victarion agarrou a mulher morena pelo pulso e a puxou para si.
Ela fará isso. Vá orar ao seu deus vermelho. Acenda seu fogo, e me diga o que vê.
Os olhos escuros de Moqorro pareceram brilhar.
– Vejo dragões.
(TWOW, Victarion)
No aspecto sexual, mesmo diante de sete mulheres treinadas para o prazer pelo Yunkaítas, Victarion diz-se satisfeito com sua mulher morena até que chegue o dia de tomar Daenerys para si:
Os senhores de escravos de Yunkai as haviam treinado no caminho dos sete suspiros, mas não era para isso que Victarion precisava delas. Sua mulher morena era suficiente para satisfazer seus apetites até que pudesse chegar a Meereen e reivindicar sua rainha.
(ADWD, Victarion)
A confiança na mulher morena é a tal ponto acentuada, que Victarion passa a suspeitar que seu meistre poderia estar causando a infecção do ferimento em sua mão. Ela é uma das duas únicas pessoas tratando seu ferimento em todo o barco, mas ele não só a exclui da lista de suspeitos como confidencia a ela suas suspeitas sobre Kerwin:
– Se não foi Serry, então quem? – perguntou para a mulher morena. – Poderia aquele rato daquele meistre estar causando isso? Meistres conhecem feitiços e outros truques. Ele pode estar usando um para me envenenar, esperando que eu o deixe cortar minha mão fora. – Quanto mais pensava nisso, mais provável lhe parecia. – O Olho de Corvo o deu para mim, criatura miserável que é. – Euron tirara Kerwin de Escudoverde, onde estava a serviço de Lorde Chester, cuidando de seus corvos e ensinando seus filhos, ou talvez de outros nas redondezas. E como o rato guinchava quando um dos mudos de Euron o entregara a bordo do Vitória de Ferro, arrastando-o pela corrente em seu pescoço. – Se isso é por vingança, ele se engana comigo. Foi Euron quem insistiu que ele fosse levado, para evitar que causasse danos com suas aves. – Seu irmão lhe dera três gaiolas de corvos também, para que Kerwin pudesse mandar notícias de sua viagem, mas Victarion proibira que fossem soltas. Que fique de molho, se perguntando o que está acontecendo.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
É claro que pode-se arguir que Victarion simplesmente é burro e não vê coisas que simplesmente estão acontecendo sob seu nariz. Entretanto, o que me surpreende neste diálogo é que ele cita Kerwin ser um presente envenenado de Euron como motivo para sua suspeita, sendo que ele está falando diretamente para o primeiro presente que ele mesmo julgou envenenado.
Assim, me parece que isto demonstra que Victarion realmente desenvolveu um elo afetivo com a mulher, não APENAS que ele é burro.

Comportamentos e habilidades curiosos

A mulher morena é estranha e age de forma estranha.
A primeira coisa a se registrar são as suspeitas do fandom. Os leitores em geral acreditam que a mulher morena espia Victarion para Euron. Pouquíssimos arriscam dizer que ela é uma espiã dos magos de Qarth (Warlocks). Entretanto, tanto os primeiros quanto os últimos dizem que a espionagem se dá de forma mágica.
Alguns dizem que Euron entra na pele da mulher morena (assumindo como verdadeira a teoria de que Euron é um troca-peles poderoso) para interagir com Euron. Outros dizem que Euron ou os warlocks simplesmente usam os ouvidos e olhos da mulher morena para clariaudiência ou clarividência, sem propriamente ter controle sobre ela.
Porém, eu não acredito que essas especulações tenham fundamento textual, mas partem de um sentimento geral de suspeita que é causado pelo que está no texto. Examinemos cada caso.
Lembram-se que eu disse que a menção de O Mundo de Gelo e Fogo sobre “prostitutas das cidades livres que se aventuram em Sothoryos poderem acabar em Lys” iria nos ajudar a esclarecer o comportamento esquisito da mulher morena? Pois bem, chegou a hora.
Victarion estava guerreando no Vago, quando retorna a sua cabine para ter com a mulher morena:
Em sua apertada cabine de popa, foi encontrar a mulher morena, úmida e pronta*; a batalha talvez também tivesse aquecido seu sangue.*
(AFFC, O Pirata)
Não é estranho que uma mulher que havia sido capturada e entregue a Victarion como uma escrava estivesse “úmida e pronta” assim que seu atual captor irrompesse pela porta vestido em armadura, suado e sangrando?
É claro que simplesmente poderíamos, como Victarion (mau sinal...), assumir que a batalha a tivesse excitado. Ou que Victarion seja mais atraente do que podemos pensar.
Mas não seria igualmente possível pensar que este seria um indício de que a mulher morena tem experiência como concubina?
É sabido que Martin fez com que os meistres da Cidadela tivesse um conhecimento de medicina mais avançado do que aqueles disponíveis para os praticante da medicina da Idade Média do mundo real. Entretanto, não está claro que este grau avançado de desenvolvimento também aconteça nas demais civilizações do resto do mundo que Martin criou.
Na verdade, parece que não, pois Mirri Maz Durr cita que aprendeu artes curativas com o Arquimeistre Marwyn, o que parece indicar que a Cidadela detém os melhores conhecimentos médicos do mundo:
Uma cantora de lua de Jogos Nhai deu-me de presente as suas canções de parto, uma mulher do seu povo cavaleiro ensinou-me as magias do capim, dos grãos e dos cavalos, e um meistre das Terras do Poente abriu um cadáver e mostrou-me todos os segredos que se escondem sob a pele.
Sor Jorah Mormont interveio.
– Um meistre?
– Chamava-se Marwyn – respondeu a mulher no Idioma Comum. – Do mar. Do outro lado do mar. As Sete Terras, disse ele. Terras do Poente. Onde os homens são de ferro e os dragões governam. Ensinou-me esta língua.
(AGOT, Daenerys VII)
Ocorre que a mulher morena parece ter bons conhecimentos sobre como tratar um ferimento:
A morena lavou o ferimento com vinagre fervido*. [...] Victarion dirigiu-se à morena enquanto ela enfaixava sua mão com* linho*. [...]*
(AFFC, O Pirata)
A mulher morena estava enfaixando sua mão com linho limpo, enrolando a faixa seis vezes ao redor da palma, quando Aguado Pyke apareceu [...].
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Em verdade, o tratamento que a mulher morena vinha aplicando a Victarion era justamente o que o meistre aplicava após punção dos ferimentos:
Sangue era bom. Victarion grunhiu em aprovação. Sentou-se firme enquanto o meistre secava, apertava e limpava o pus, com quadrados de tecido macio fervidos em vinagre*. Quando terminou, a água limpa na bacia tinha se tornado uma sopa espumante. A visão por si só podia fazer qualquer homem enjoar.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
A mulher morena até demonstrou ter mais intimidade com este tipo de ferimentos do que o próprio meistre Kerwin. O rosado meistre não é referência de estômago forte, claro, mas a reação de nojo da mulher morena é tão econômica, que parece apontar para certa prática no assunto:
O pus que irrompeu era grosso e amarelo como leite azedo. A mulher morena torceu o nariz para o cheiro, o meistre segurou a ânsia de vômito e até Victarion sentiu seu estômago revirar.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Por outro lado, apesar de ficar parecendo pela passagem abaixo que Victarion também poderia conhecer estes procedimentos (o que não seria impossível, já que o Cão de Caça demonstrou conhece-los também quando estava com Arya), eu acredito que Victarion simplesmente está com a memória ruim, pois quem lavou primeiro o ferimento foi a mulher morena (vide citação acima):
Um arranhão de um gatinho, Victarion disse para si mesmo, depois. Lavara o corte, despejara um pouco de vinagre fervido sobre ele, enfaixara-o e deixou de pensar naquilo, acreditando que a dor diminuiria e a mão se curaria com o tempo. Em vez disso, a ferida tinha infeccionado, até que Victarion começou a se perguntar se a lâmina de Serry estava envenenada. Por que mais a ferida se recusaria a sarar?
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
De fato, como o procedimento está correto e a medicina westerosi é mais avançada do que a medieval, muitos leitores se teorizam que a mulher morena poderia estar de alguma forma envenenando Victarion, ou ao menos matando-o devagar ao fazer algo para não permitir a cicatrização do corte.
Há até mesmo uma passagem em que vimos que o único procedimento sugerido pelo meistre que não é adotado pela mulher morena é tentar drenar o ferimento em local aberto:
O meistre sugerira que o ferimento seria mais bem drenado no convés, no ar fresco e à luz do sol, mas Victarion proibira. Aquilo não era algo que sua tripulação pudesse ver. Estavam a meio mundo de casa, longe demais para deixá-los ver seu capitão de ferro começar a enferrujar.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Caso ela realmente estivesse piorando a condição de Victarion, evitar o convés seria uma atitude compatível. O problema é descobrir com que finalidade ela estaria fazendo isso. O que nos leva ao próximo e principal item desta lista
· Reconhece Moqorro como perigoso
A reação explosiva da mulher morena ao ver Moqorro parece significar que ela o acha perigoso. Mas perigoso como? Para quem? Bem, a resposta depende de saber quem realmente é a mulher morena e quais seus propósitos.
Aqueles que acham que ela está sendo possuída magicamente ou servindo de olhos e ouvidos para poderes de clarividência e clariaudiência, seja por parte de Euron ou dos Warlocks, pensam que estes sabem que Moqorro põe seus planos em riscos, pois os poderes do sacerdote vermelho permitem saber que a mulher morena é uma marionente.
Já aqueles que acreditam que a mulher morena está envenenando ou adoecendo Victarion pensam que a reação dela se deu em decorrência de que ela sabe dos poderes “curativos” do sacerdote e que todo o trabalho que ela está tendo será perdido no momento em que Moqorro entrar em ação.
E há aqueles que acreditam que a mulher morena sabe que Moqorro não está ali para curar Victarion, mas sim para trazer um sofrimento ainda maior. Nesta hipótese a mulher morena estaria tentando avisar Victarion sobre o perigo que Moqorro representa, mas não tem como expressar isso devido à mudez e à personalidade tosca de Victarion.
Porém, todos concordam em um ponto: a mulher reconheceu Moqorro. A pergunta não deveria ser “que tipo de perigo ela acha que Moqorro representa”. Isso acho dificílimo de adivinhar. Mas parece um pouco mais factível se especular sobre “de onde ela conhece Moqorro ou alguém como Moqorro”.
Para isso precisamos listar as características visíveis sobre Moqorro. Aquelas que fariam alguém entender quem ele é logo à primeira vista:
  1. Porte físico impressionante
  2. Cor de pele singular
  3. Tatuagens de chamas no rosto
Quanto ao porte físico, duvido que isso faça alguma diferença para a mulher morena, haja vista que há homens como Andrik, o Sério entre os homens de ferro.
A cor de pele da pele de Moqorro pode gerar duas reações. Uma demonstração simples de racismo, como ocorreu com os primeiros Ghiscari a chegarem às Ilhas do Verão (TWOIAF, As Ilhas do Verão). Ou a cor pode realmente vir de algo que lembre “um homem que foi tostado nas chamas até que sua carne carbonizou e caiu soltando fumaça de seus ossos”.
Nesse último caso, a cor da pele de Moqorro denunciaria algum grau avançado de poder místico. O fato de a mulher morena ter percebido isto induz a pensa que ela pode ter tido algum encontro com este tipo de pessoa no passado. Um encontro traumático, claro.
Por fim, se forem as tatuagens, simplesmente a mulher morena tem algo contra sacerdotes de R’hllor.
A parte interessante é que Moqorro não mostra interesse algum na mulher. Mas Moqorro não mostra interesse algum em ninguém, nem mesmo os tripulantes que pediram que Victarion o matasse.
Os homens de Euron são compostos de “mudos e mestiços”. Isso quer dizer que os mestiços não são necessariamente mudos. Vimos, inclusive, que um dos filhos bastardos mestiços de Euron fala. Portanto, cortar a língua da mulher morena foi uma atitude deliberada de Euron. Ou ela era parte da tripulação como os demais mudos?
Por outro lado, diante de tantas possibilidades de origens estrangeiras para a mulher, fica a pergunta: ela fala a língua comum? Sequer entende o que Victarion está falando?

Propósito e futuro

Se a mulher é uma espiã de Euron, então Euron está fazendo uma farta colheita. Mas de que serve toda esta informação agora? Será útil a Euron ou aos Warlocks no futuro saber que Moqorro está com Daenerys? Ou as notícias de que Daenerys está morta já podem ser suficientes?
Em suma, que futuro existirá para a mulher morena se tantas pessoas apostam na morte de Victarion? O próprio Victarion pensa em fazê-la de camareira:
– Ela será minha esposa, e você será minha camareira. – Uma camareira sem língua nunca deixaria escapar nenhum segredo.
Ele poderia ter dito mais, mas foi então que o meistre chegou, batendo na porta da cabine, tímido como um rato.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Há também a possibilidade de que ela carregue um filho de Euron em si. Afinal, o próprio VIctarion suspeita de que Euron já havia se deitado com a mulher antes de passa-la a ele.
Por terminar as especulações sem spoilers, seria a mulher morena uma feiticeira com poderes próprios e um objetivo claro em Meereen?

Especulações com spoilers de Ventos do Inverno

O capítulo de Victarion em Ventos do Inverno não é completo. Ele termina com algumas notas sem transcrição literal dos eventos:
❖ A mulher morena sangra o braço de Victarion em uma bacia. Victarion esfrega o sangue no berrante, murmurando suavemente para ele “​Meu berrante… dragões…”;
❖ Victarion masturba a mulher morena, não há penetração. Ele pensa que não gosta de transar antes da batalha;
❖ A mulher morena o ajuda a colocar a armadura, ele faz um discurso vibrante para a tripulação, e eles velejam em direção a Meereen.
(TWOW, Victarion)
Como a mulher morena é citada em todas as notas finasi, algumas perguntas ficam no ar:
Se Euron ou os Warlocks estão assistindo VIctarion reinvindicar o berrante via mulher morena, eles teriam algo preparado para fazer caso isso acontecesse? Fazia parte dos planos?
Qual é a importância de Victarion masturbar a mulher morena? Teria alguma relação com o braço que ele usa para fazer isso? Victarion usaria seu braço fumacento para fazer algo do tipo? Por que diabos ele faria algo do tipo?
A mulher morena fica para trás no navio quando os nascidos no ferro descem para atacar Meereen. Ela pode sabotar alguma parte dos planos? Teria alguma relação com o Atador de Dragões?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.06.18 17:38 exo_word Mikrogeophagus ramirezi

Mikrogeophagus ramirezi - Ramirezi

Sinônimos

Apistogramma ramirezi Myers & Harry, 1948; Papiliochromis ramirezi (Myers & Harry, 1948); Microgeophagus ramirezi (Myers & Harry, 1948)

Etimologia

Mikrogeophagus : do grego μικρός (mikrós), que significa 'pequeno', e o nome genérico Geophagus .
ramirezi : aparentemente escolhido para evitar confusões porque o nome 'ramirezi' estava sendo usado para o peixe no comércio ornamental antes de sua descrição.

Classificação

Ordem : Perciformes Família : Cichlidae

Distribuição

A maioria da literatura sugere que esta espécie é restrita aos llanos venezuelanos e colombianos da drenagem do rio Orinoco, embora um dos espécimes em nossas imagens seja coletado no rio Purus, um afluente do Amazonas localizado a uma certa distância do rio Orinoco. aquela bacia hidrográfica.
Tipo de localidade é 'Orinoco system, Venezuela'.

Habitat

O Llanos é um vasto sistema de pastagens de savanas tropicais altamente biodiversas, planícies e florestas sazonalmente inundadas que cobrem uma área de quase 600.000 quilômetros quadrados na Venezuela e na Colômbia. Existem padrões climáticos anuais bem definidos com estações úmidas e secas distintas e altas temperaturas durante todo o ano.
Ele está localizado ao norte e oeste do rio Orinoco e drenado por muitos dos afluentes do rio.
Outros peixes que ocorrem na região e estão disponíveis no comércio de aquários incluem Corydoras delphax, Platydoras costatus , Baryancistrus beggini , Hypancistrus inspector , Panqolus maccus , Panaque nigrolineatus , Hemigrammus rhodostomus , H. stictus , Hyphessobrycon sweglesi , Paracheirodon axelrodi , Pristella maxillaris , Copella nattereri , Biotodoma wavrini , Geophagus abalios , Heros severus , Mesonauta insignis , Satanoperca daemon e Uaru fernandezyepezi .

Comprimento Padrão Máximo

35 a 40 mm.

Tamanho Aquário

Um aquário com uma base de 60 a 30 cm ou equivalente é suficiente para um único par.

Manutenção

Desde que haja uma cobertura e estrutura adequadas, esta espécie não é nada exigente no que diz respeito à decoração com vasos de cerâmica, comprimentos de tubagens plásticas e outros materiais artificiais, todas as adições úteis.
Um arranjo de aparência mais natural poderia consistir de um substrato arenoso e macio com raízes de madeira e galhos colocados de tal maneira que se formem muitas manchas e cavernas sombreadas, além de uma ou duas pedras planas ou semelhantes para proporcionar potenciais locais de desova.
A adição de serapilheira seca enfatizaria ainda mais a sensação natural e, com ela, o crescimento de colônias microbianas benéficas à medida que a decomposição ocorre. Estes podem fornecer uma fonte de alimento secundária valiosa para alevinos, enquanto os taninos e outras substâncias químicas liberadas pelas folhas em decomposição auxiliam na simulação de condições naturais.
As plantas aquáticas também podem ser usadas com aquelas de gêneros como Microsorum , Taxiphyllum , Cryptocoryne e Anubias, talvez mais úteis, pois podem ser cultivadas anexadas à decoração, embora nenhuma delas seja nativa da América do Sul.
A filtração, ou pelo menos o fluxo de água, não deve ser muito forte e as mudanças de água muito grandes devem ser evitadas com mudanças regulares de 10 a 15% recomendadas.
Esta espécie nunca deve ser adicionada a aquários novos ou biologicamente imaturos. Quando as condições se deterioram, torna-se suscetível a uma condição semelhante àquela referida como erosão da linha lateral e da cabeça ou buraco na cabeça em outras espécies que inicialmente se manifesta como pequenos buracos formados por carne em erosão ao redor da cabeça e poros da linha lateral.

Condições da Água

Temperatura : 26 - 30 ° C
pH : 4,0 - 7,0
Dureza : 18 - 179 ppm

Dieta

Mikrogeophagus spp. são bentófagas por natureza, normalmente obtendo bocados de substrato que são peneirados para itens comestíveis com o material restante expelido pelas aberturas branquiais e pela boca, embora eles também percorram superfícies sólidas e arrebatem itens diretamente da coluna de água.
No aquário, devem ser oferecidas uma variedade de pratos vivos e congelados, como bloodworm, Artemia , Daphnia , verme grindal, etc., complementados por alimentos de boa qualidade, secos e afundados, de tamanho adequadamente pequeno. Peixes selvagens podem inicialmente recusar estes últimos, mas normalmente aprendem a aceitá-los ao longo do tempo.
Receitas de gelatina caseiras contendo uma mistura de ração de peixe seco, marisco, frutas e vegetais frescos, por exemplo, também funcionam bem e podem ser cortados em discos pequenos usando o final de uma pipeta afiada ou faca pequena.

Comportamento e Compatibilidade

Apesar de normalmente ser vendido como tal, o M. ramirezi não é recomendado para o aquário comunitário em geral, uma vez que requer uma qualidade de água pura e é um concorrente deficiente, embora isso não signifique que deva ser mantido sozinho.
Grupos de pacíficos, characídeos de águas abertas ou similares são particularmente recomendados como companheiros de tanque, uma vez que a presença de pequenos cardumes ou cardumes parece ser usada como um indicador de que não há ameaça imediata nas proximidades e, portanto, pode ajudar a reduzir a timidez.
Certifique-se de pesquisar suas escolhas potenciais em profundidade e evitar peixes territoriais ou agressivos, incluindo a maioria dos outros ciclídeos, e aqueles que requerem água mais dura.
Os juvenis são gregários, mas quando atingem a maturidade sexual, começarão a formar pares dos quais cada um comandará um território com alguns metros de altura ao criar.

Dimorfismo Sexual

Os machos adultos crescem mais que as fêmeas, possuem nadadeiras um pouco mais estendidas e são mais intensamente coloridos.
A maioria das fêmeas possui uma mancha rosada na barriga que está ausente nos machos, embora isto possa não ser o caso em algumas estirpes ornamentais (ver "Notas").

Reprodução

Esta espécie é um spawner de substrato biparental e é melhor reproduzida em uma configuração dedicada, sem outros peixes presentes.
Não parece haver nenhum gatilho específico para o processo de desova, com os principais requisitos sendo boa dieta e rigoroso regime de manutenção. Os ovos podem ser difíceis de levantar e facilmente desenvolver fungos ou não desenvolver, a menos que a água esteja muito limpa e com baixa dureza.
Pares inexperientes podem comer sua ninhada, mas muitas vezes acertam as coisas após algumas tentativas, enquanto o peixe produzido comercialmente (veja 'Notas') tende a ser de qualidade relativamente baixa e pode falhar em fertilizar muitos de seus ovos ou simplesmente consumi-los repetidamente.
A menos que estejam disponíveis adultos sexuados, é melhor começar com um grupo de peixes jovens e permitir que os pares se formem naturalmente, separando-os ao fazê-lo, e recomendamos comprá-los a um criador privado de boa reputação, se possível.
Os ovos são normalmente colocados em uma superfície sólida, como uma pedra plana, um pedaço de madeira flutuante, folhas largas da planta ou diretamente no vidro do aquário, e a desova ocorre em estilo típico com a fêmea colocando uma ou mais fileiras de ovos antes do macho se mover. fertilizá-los, este processo sendo repetido inúmeras vezes.
Se você mantiver os adultos em uma situação da comunidade, recomenda-se remover os tankmates ou os ovos neste ponto, caso deseje aumentar um bom número de filhotes. Tanto o homem quanto a mulher participam igualmente do cuidado de crias.
A incubação é de 2 a 3 dias, após os quais os alevinos permanecem em grande parte imóveis por mais 5 dias, período durante o qual não necessitam de qualquer alimento suplementar. Depois de nadar livremente, eles devem receber microworm, infusórios e outros alimentos microscópicos durante os primeiros 2-3 dias, após os quais alimentos maiores, como náuplios de Artemia, podem ser introduzidos.

Notas

M. ramirezi também é conhecido pelos nomes 'ciclídeo anão' ramirez 'e' ciclídeo borboleta 'e está entre os ciclídeos anões mais populares no hobby aquário.
Como resultado, é produzido em uma base comercial em grande número e um número de cepas ornamentais foram desenvolvidas, incluindo 'ouro', 'long-finned' (tanto azul e ouro formas; também negociadas como 'lyre-tail', ' véu-cauda 'e' hi-fin '),' azul elétrico / neon ',' super neon azul ouro '' pérola / perlmutt 'e' balão '.
Essas formas criadas artificialmente, em particular as últimas, tendem a ser geneticamente fracas, suscetíveis a doenças, exibem períodos de vida encurtados e baixo vigor reprodutivo, além de, em muitos casos, apenas os machos serem distribuídos.
Acredita-se que os hormônios podem ser usados ​​para aumentar a produção e os peixes geralmente são criados em alimentos secos contendo grandes quantidades de proteína e pigmentos carotenóides para acelerar o crescimento e intensificar a coloração.
A forma clássica de 'azul alemão', anteriormente considerada de boa qualidade, também é agora produzida em vários países diferentes e sofreu como resultado.
Embora indubitavelmente de estoque genético superior o peixe selvagem seja mais exigente em termos de condições de água e dieta e indiscutivelmente adequado apenas para aquaristas experientes, portanto é difícil recomendar esta espécie a menos que um criador privado respeitável possa ser encontrado.
O gênero Mikrogeophagus contém atualmente apenas duas espécies reconhecidas. Eles estão separados uns dos outros em um sentido geográfico com M. ramirezi ocorrendo na Venezuela e na Colômbia e seus congêneres M. altispinosa, nativos da Bolívia e do oeste do Brasil. Este último também é um peixe maior e menos colorido, sem marcas iridescentes azuis nas barbatanas, corpo e cabeça.
O agrupamento tem uma história taxonômica confusa com a correta localização e ortografia das espécies-tipo M. ramirezi, uma fonte de confusão por várias décadas antes da publicação de Kullander (2011). Foi descrito como um membro do gênero Apistogramma, mas depois afiliado com o nome Microgeophagus em um livro de aquário de Hans Frey (1957), que não forneceu caracteres diagnósticos e apenas sugeriu que ele pudesse ser colocado naquele gênero no futuro.
O último nome não alcançou aceitação geral até 1971, quando Axelrod o usou em um livro popular sobre a criação de peixes de aquário, embora Klee (1971) tenha rejeitado isso e sugerido que as espécies deveriam ser incluídas no Geophagus . Kullander (1977) descreveu o novo gênero Papiliochromis com P. ramirezi como espécie-tipo e, no mesmo trabalho, considerou o Microgeophagus como um nome indisponível, sem fornecer detalhes precisos sobre o motivo.
Papiliochromis foi aceito tanto na literatura amadora quanto científica até que Bailey e Robins (1982) concluíram que Microgeophagus sensu Axelrod (1971) era o mais antigo nome disponível para um gênero de ciclídeo com A. ramirezi como espécie de tipo e, portanto, deveria ser considerado válido.
Géry (1983, 1986) argumentou que Microgeophagus sensu Frey (1957) é o mais antigo nome disponível para o gênero, enquanto Allgayer (1985) considerou válido Papiliochromis . Kullander (1998) usou Mikrogeophagus , um nome que ele considerou o mais antigo disponível com base em sua inclusão como um nome válido em Jeg har akvarium , um livro de aquário de língua dinamarquesa publicado em 1968, com Microgeophagus sensu Frey (1957), um nomen nudum indisponível diagnóstico e tipo de espécie.
O gênero Mikrogeophagus é, portanto, atribuído a Jens Meulengracht-Madsen, 1968, autor das seções relevantes do livro (foi editado por Schiøtz e Christensen), mas é considerado um ato nomenclatural "involuntário" porque o autor acreditava estar usando uma nome existente.
O Mikrogeophagus, portanto, tornou-se amplamente aceito segundo Kullander (1998), embora alguns autores evidentemente não concordassem.
Após um período de inatividade Isbrücker (2011) reabriu a questão e argumentou que Microgeophagus sensu Frey (1957) é na verdade o nome mais antigo disponível para o gênero, mas isso foi definitivamente rejeitado por Kullander (2011), que publicou uma análise detalhada do nomes genéricos diferentes que foram usados ​​para a espécie, a maioria dos quais derivados de literatura de aquário, ao invés de científica.
Embora Mikrogeophagus é agora geralmente aceite para ser correta as espécies M. ramirezi geralmente aparece na literatura mais antiga como aquário Apistogramma ramirezi , Microgeophagus ramirezi , ou Papiliochromis ramirezi .
O Mikrogeophagus e vários gêneros relacionados são frequentemente incluídos na suposta subfamília Geophaginae. Kullander (1998) realizou um estudo filogenético baseado na morfologia em que os Cichlidae neotropicais foram divididos em seis subfamílias das quais os Geophaginae continham 16 gêneros divididos entre três 'tribos':
Acarichthyini - Acarichthys e Guianacara . Crenicaratini - Biotoecus , Crenicara , Dicrossus e Mazarunia . Geophagini - Geophagus , Mikrogeophagus , ' Geophagus ' brasiliensis grupo, ' Geophagus ' grupo steindachneri, Gymnogeophagus , Satanoperca , Biotodoma , Apistogramma , Apistogrammoides e Taeniacara .
Estudos moleculares posteriores de Farias et al. (1999, 2000, 2001) resultou nas adições de Crenicichla e Teleocichla aos Geophaginae, um resultado apoiado por López-Fernández et al. (2005), que realizou a análise molecular mais detalhada do agrupamento até hoje, incluindo 16 dos 18 gêneros e 30 espécies.
No entanto, suas conclusões sobre inter-relações entre gêneros variaram um pouco das hipóteses anteriores e podem ser resumidas pelos seguintes grupos fracamente definidos:
- um relacionamento de grupo irmão fracamente apoiado entre Acarichthys e Guianacara . - um clado Satanoperca bem suportado, compreendendo Satanoperca , Apistogramma , Apistogrammoides e Taeniacara . - um 'grande clado' com Geophagus , Mikrogeophagus , ' Geophagus ' brasiliensis , ' Geophagus ' steindachneri , Gymnogeophagus , Biotodoma , Crenicara e Dicrossus . - um clado ' crenicarine ' com Biotoecus e Crenicichla .
Nenhum representante de Teleocichla ou Mazarunia foi incluído no estudo, mas o primeiro está bem estabelecido como sisterto Crenicichla, enquanto este último se agrupou estreitamente com Dicrossus e Crenicara em trabalhos anteriores.
As outras principais conclusões do trabalho são a confirmação de que Geophaginae é um grupo monofilético que exibe fortes sinais de ter sofrido radiação adaptativa rápida (diversificação de uma espécie ou tipo ancestral único em várias formas, cada qual adaptativamente especializada para um nicho ambiental específico).

Referências

  1. Anónimo, 1948 - The Aquarium, Philadelphia v. 17: 77 O ciclídeo anão Ramirezi identificado. [ Apistogramma ramirezi é atribuído a Myers & Harry neste trabalho. O autor é anônimo (provavelmente WT Innes). Uma descrição mais completa apareceu mais tarde em Myers & Harry 1948.
  2. Harpaz, S. e D. Padowicz, 2007 - O Jornal Israelita de Aquicultura - Bamidgeh 59 (4): 195-200 Melhoramento da cor no ciclídeo anão Ornamental Mikrogeophagus ramirezi por adição de carotenóides vegetais à dieta dos peixes.
  3. Kullander, SO, 2011 - Zootaxa 3131: 35-51 Nomenclatural disponibilidade de nomes genéricos científicos putativos aplicados ao peixe de ciclídeo da América do Sul Apistogramma ramirezi Myers e Harry, 1948 (Teleostei: Cichlidae).
  4. Morgenstern, R., 2012 - DCG-Informationen 43 (4): 74-82 Microgeophagus , Papiliochromis oder Mikrogeophagus - endlich Klarheit?
  5. Myers, GS e RR Harry, 1948 - Proceedings do California Zoological Club 1 (1): 1-8 Apistogramma ramirezi , um peixe ciclídeo da Venezuela.
  6. Reis, RE, SO Kullander e CJ Ferraris, Jr. (eds), 2003 - EDIPUCRS, Porto Alegre: i-xi + 1-729 Lista de verificação dos peixes de água doce da América do Sul e Central. CLOFFSCA.
  7. Robins, CR e RM Bailey de 1982 - Copeia de 1982 (1): 208-210 O estado dos nomes genéricos Microgeophagus , Pseudoapistogramma , Pseudogeophagus e Papiliochromis (Pisces: Cichlidae).
  8. seriously fish. com
submitted by exo_word to Aquariofilia [link] [comments]


2017.10.22 07:01 cooldownnn Como ler mangás no Kindle sem Bordas (Tutorial)

**Antes de mais nada sou novo no reddit e fiquei meio confuso onde postar esse tutorial
Mas acredito que aqui é um bom lugar para começar**
Olá Pessoal Vou contar um pouquinho da minha saga em busca do mangá que ficasse perfeito no kindle. Esse texto é tão cansativo, o mesmo cansaço que sinto enquanto escrevo depois de horas pesquisando. Caso não queiram saber peco que pulem diretamente para o tutorial. Depois de muito procurar em fóruns inclusive aqui no reddit, encontrei muitos posts de duvidas, não respondidas e respondidas, mas todas ficavam em aberto e ninguém encontrava uma solução concreta. Eis que decido procurar mais afundo procurando versões anteriores do kindle. Encontrei posts que aconselhavam a realizar o ”jailbreak”, para a instalação de pluguins por meio do JbPatch descontinuado. Continuei procurando e nada, apenas arquivos antigos sem att alguma. Encontrei um post sobre um projeto para reviver esse patch, pensei em participar, mas até mesmo esse já não se encontrava mais ativo.
Um tempo depois me deparei com um OS Chinês alternativo para o Kindle, provavelmente vocês já o conhecem. Mas daria um puta trabalho para instalar, deveria fazer downgrade e alterar algumas configurações, o que me tomaria tempo e que o mesmo não teria 100% de compatibilidade. Foi ai que assistindo ao um vídeo do Kindle 32gb para manga um exemplo de manga no paperwithe. No final do vídeo percebo que o mesmo em muitos momentos não tinha borda branca.
Foi então que caiu a ficha.
Primeiro: Kindle Não foi feito para ler manga/HQs (obvio) Segundo: Esta sem bordas!
Baixei um sample dessa manga e localizei a extensão de origem.
Eureka!!! Era um (.mobi) com algumas extensões personalizadas para mangá!! Passei o dia todo procurando uma resposta e estava logo na minha cara.
Pesquisei mais um pouco sobre alguns programas, dentre eles foram Calibre Mangle KCC Antigo Amazon KCC Atual e outros
 ***TUTORIAL*** 
Obs: Esse método pode ser rápido ou dificil, vai depender muito do tipo de manga (qualidade, qts de pagina e etc), também vai depender do seu computador.
Separei 3 Programas que vamos utilizar nesse tutorial.
Mangle
Kindle Komic Converter 5.4.3
KindleGen
Obs: Se qualquer um desses links fique fora do ar, use o Google
Dica: Procure pelos mangas separados em volume!, Assim você vai economizar muito tempo. Nesse tutorial separei Berserk como exemplo
Passo 1: Nesse passo vamos instalar os programas necessários
Instale o mangle e o Kindle Komic (KCC).
Após a instalação vá até o KindleGen e copie o arquivo “kindlegen.exe” e cole na pasta raiz do seu KCC.
No meu caso a pasta raiz do meu KCC é (C:\Program Files\Kindle Comic Converter)
Passo 2 : Nesse passo faremos a conversão do manga para cbz.
Abra o Mangle.
Levando em conta que você tenha organizado os mangas em pastas separadas. Procure a pasta do seu manga e selecione todos os scans (pngs, jpegs). Agora arraste os arquivos para dentro do Mangle Depois clique em “Export Book” Print Selecione um local de destino de fácil acesso.
Passo 3 : Agora vamos converter o manga em .mobi
Abra o KCC Agora é a parte mais divertida. Temos total liberdade com os parâmetros do arquivo. Isso quer dizer que podemos controlar seu formato final, nome, volume, autor, tamanho e capa.
A interface do KCC é bem intuitiva Print
Caso queira add nome do autor, nome do manga, volume clique em ‘Editor’ e localize o arquivo .cbz edite do seu gosto.
Caso não queira editar nada vamos continuar. Clique em Add File e localize o arquivo .cbz que convertemos anteriormente
Selecione o modelo do seu Kindle, no meu caso “Kindle PW 3” Selecione Manga Mode Selecione Stretch/upscale Selecione agora a extensão de saída que vamos utilizar MOBI/AZW3
Obs: Existem 3 modos de seleção, fique atento para não selecionar mais de uma vez pois os resultados serão diferentes. Print
Confira se esta tudo certo e manda bala Clique em Converter Esta pronto o seu manga!
Esse processo vai demorar de acordo com o seu computador, mas não leva mais que alguns segundos.
Seu manga esta com ou sem bordas. Esse processo muda de mangá para mangá, depende do scam. alguns scam de qualidade quase não tem borda outros a borda é imensa. Alguns mangas tem bordas originais e isso não da para mudar, mas voce vai perceber que em muitas vezes ela deixa de existir e a imagem quase salta da tela.
Bom é isso. Agradeço a todos que não deram rage até aqui. Qualquer duvida estarei ajudando nos comentários.
Queria agradecer ao kpd por me ajudar no kmanga. Kmanga Original Post
Outro projeto sensacional para usuários kindle. No kmanga você faz o cadastro, coloca seus dados e seleciona o mangá e ele automaticamente ou manualmente envia direto para o seu kindle. Uma boa alternativa para quem não quer realizar esse processo trabalhoso Kmanga Obs: Estarei realizando alguns testes, acredito que consigo utilizar as configuracoes de personalização para manga.
RESULTADO FINAL
submitted by cooldownnn to Livros [link] [comments]