Mais do que amigos, mas não namorando

Desabafo. Será possível que alguém daqui já passou por algo semelhante?

2020.11.23 11:44 VerySuper_sane Desabafo. Será possível que alguém daqui já passou por algo semelhante?

Esse vai ser um relato/desabafo pessoal meio longo. E meio doido tbm. Quem ler até o final vai entender.
(Hoje tenho 20 anos, homem, gay)
Bom, n vou me referir por nomes, nem inventar um fictício. Acho q vai dar pra entender.
Eu conheci esse menino quando eu tinha 9 anos, na escola. Ele nem andava comigo, não era do meu tipo de "circulo de amigo". Eu não lembro como a gnt passou a andar juntos. Acho q foi com 10 anos q ele veio na minha casa pela primeira vez. Eu tinha um videogame, ele não (essa velha historia). Eu lembro q nesse primeiro dia ele ficou pouquíssimo na minha casa, até pensei q nem seriamos amigos. Mas não foi o que aconteceu. O que aconteceu foi que nesse período (6º 7º e 8º anos da escola), a gnt passou praticamente a viver um na casa do outro. Todo final de semana ele me ligava. Curiosamente, era ele que me ligava pra gnt marcar alguma coisa; não que eu não quisesse encontrar com ele (era o que eu mais queria); mas sempre funcionou desse jeito. Por enquanto estes foram os melhores momentos da minha vida.
(Agora complica um pouco)
Qnd eu disse que eu jamais pensei em ser amigo dele, é porque ele era popular pra caralho. E , de longe, um dos meninos (menino naquela época, agora já temos 20 anos) mais lindos que eu já vi. Tipo, facilmente, 10/10. Nessa época, rapaz kkk, eu era o ápice da feiura (tinha espinha pra caralho). Eu e ele éramos tipo o Yin yang da beleza.
Com 10 anos de idade, eu n parava pra pensar o q era ser gay. Era obvio q eu tava apaixonado pelo mlk. Mas era mto cedo pra pensar nisso ainda.
Ok. Questões. Pq porras ele queria andar ou vir na minha casa? Eu devia ser engraçado pra caralho, pq se fosse pelo videogame, tinha vindo uma vez só mesmo. Pra vc ter ideia, amigos dele e meus tinham ciúme dele preferir vir na minha casa. Sobre as meninas, todas (todas) queriam ficar com ele.
As vezes eu acho q imaginei, mas penso ser impossível ter imaginado algumas situações (pq eu só fui me tocar dessas situações qnd percebi q era gay). Uma delas, qnd a gnt tava jogando, ele encostou a cabeça dele na minha (eu fiquei sem reação, eu sou um idiota do caralho) Noutra vez, eu acho q eu falei alguma coisa q ele n entendeu, mas ele respondeu "eu tbm te amo". Tbm ignorei.
Isso durou até 2013. Do nada (eu n sei o motivo, mesmo), a gnt (ele) simplesmente parou de me ligar (9º ano). N sei o q aconteceu, mas ele começou a dar atenção pra galerinha mais popular tbm e fingiu q eu n existia mais (estranho pra caralho, eu tbm me dava bem com essa galerinha popular; não tinha o pq dele me excluir, se o objetivo dele era fazer parte desse grupinho). Eu fiquei mto puto. O que eu fiz? Comecei tbm a andar com essa galerinha tbm, de proposito. A gnt passou a se excluir (se eu andava com um grupinho, ele NÃO chegava perto. Se ele andava com um grupinho, eu tbm NÃO chegava perto desse grupinho). Bizarro pra caralho. Alguém já passou por uma situação assim? Pq é tão ridícula que eu fico pasmo hj em dia.
A gnt ficou nessa guerra fria até um dia q eu desencanei. Já tinha levado até uma suspensão, por fazer graça na sala (pra ganhar atenção da galerinha popular). Nos anos seguintes, ensino médio, a gnt n caiu na mesma sala nenhuma vez mais.
Começou tbm a fase de beber, ir em festa. Nunca fui desse tipo e não sou até hj; foi qnd eu realmente parei de sair com essa galerinha "popular". Acabei criando círculo de amizade com um grupo de amigos q eu levo pra vida (mas estes n eram/são amigos da "turminha" dele, até tentavam, mas o grupinho dele sempre excluía).
Mas eu não conseguia esquecer ele. Ele começou a namorar uma amiga minha (ela é super gente fina, adoro ela); e ele fazia questão de abraçabeijar ela qnd eu tava perto. Dava pra perceber.
Mtas das coisas q eu fiz na minha vida nessa época foi por conta dele. Tipo, eu cheguei a aprender um instrumento musical pq vi num snapchat (sim, isso existia!) ele tentando tocar. E eu aprendi o bagulho, toco pra caralho (modéstia a parte). Vai ver eu sou louco mesmo.
Acho q foi no 2º ano q eu percebi q eu era gay. Foi tipo um insight pra mim. Tudo fazia sentido. esse era o motivo desse puto n sair da minha cabeça. Lembro uma vez q a gnt tava na escola mais uns 3 amigos falando de beijar etc (isso no 2º ano tbm). Ai ele manda zoando "acho q eu beijaria a boca dele (ele falou meu nome)". Eu fiquei ?? (geral riu e continuou conversando, inclusive eu).
Antes de falarem q faltou atitude minha (supondo q ele é gay), realmente, qnd a gnt era criança (mas eu era criança, porra). No ensino médio, depois da minha "realização", eu tentei me aproximar dele de novo, mas ele tava numa vibe diferente (queria fumar maconha, dar pt em festa, esse tipinho) e tava namorando. Essa minha amiga com qm ele namorava terminou com ele tbm (por conta dessas imaturidades dele q eu citei)
O engraçado é q ele finge ter apagado os momentos q a gnt andava junto. Tipo, qnd acabou o ensino médio, no dia antes da formatura; dia q todo mundo falava de todo mundo e o q passaram juntos desde criança (n sei se toda escola faz isso no terceirão, a minha fez), ele nem ia citar meu nome. assim, no meio do discurso dele, um amigo dele teve q falar meu nome pra ele, ai sim ele falou brevemente q a gnt tinha sido mto amigos (é serio, até esse amigo q falou meu nome pra ele nesse momento fez isso pq devia n estar entendendo o pq dele n me mencionar, ele era um dos q tinha ciúmes dele na época q ele andava cmg)
Eu pensei q iria esquecer dele depois da escola mas, pasmem, não esqueci. Isso é foda, talvez eu ainda pense nele por conta das situações "semigays" q passamos juntos.
Estamos fazendo faculdade (universidades diferentes) já, e eu ainda me pego pensando nele. Nunca disse nada do q eu sinto por ele.
Seria possível q ele fosse bi? Cara, é mto contraditório. Ele namorou com outra menina depois do ensino médio, mas acabaram faz pouco tempo.
Eu mandei uma msg pra ele faz umas duas semanas. eu estava num estado meio chapado (q ironia, achava tão ridículo ele querer usar droga no EM. Btw, ele desencanou tbm dessa fase de querer ser o "fodão" q vai em 30 hps por dia. Ta bem mais maduro) perguntei se ele queria marcar alguma coisa. Ele prontamente respondeu q sim. Eu sou idiota. E se ele respondeu por amizade? Tipo, apesar das minhas neuras, quem disse q ele é gay/bi?
Mas é isso. N encontrei ngm q fosse tão incrível q nem ele (encontrei pessoas bonitas como ele, mas geralmente a pessoa n queria ou era chata q dói, e a maioria era só pq eu achava bonito mesmo. Falando em beleza, eu dei uma melhorada tbm kkk).
Será possível existir alguém aqui com alguma historia semelhante?
Eu realmente marco esse encontro com ele? Vou fazer o q? Só vai fazer eu pensar nele DE NOVO e vai acabar em pizza.

Foda. (Agradeço imensamente a paciência e atenção de quem leu até aqui)
submitted by VerySuper_sane to arco_iris [link] [comments]


2020.11.22 07:09 Novel_Resident_ "Melhor amiga"

( Alarme! Texto grande!! ) A muito tempo atrás na minha antiga escola eu tive minha primeira melhor amiga, porque eu nunca tive um amigo de verdade isso era muito especial pra mim, nós conversamos sempre, de intervalo até a saída todos os dias, ela era um ótima amiga até as coisas... Mudarem, ou melhor ela mudar.
1° bandeira vermelha: namorados.
Ela nunca foi uma pessoa de namorar até ela começar a gostar de um cara na minha sala, ela nunca parava de falar o quanto ela gostava dele e como ele era lindo e tals, ela falava tanto que esse acabou sendo o assunto favorito dela por meses, eu não suportava só falar sobre garotos ou em namoros ( e até hoje não é um dos meus tópicos favoritos. ) mas como eu sabia que ela nunca tinha se apaixonado antes era normal ela ficar toda hora falando dele, então eu só fui paciente, mas toda a vez que eu tentava puxar sobre um assunto diferente ela sempre dava respostas rápidas pra o assunto acabar logo, o que não era bem, muito legal. Eles acabaram namorando, yaaay. Eu finalmente achei que esse papo de garotos ia acabar mais só ficou pior, não durou muito tempo o namoro e eles terminaram bem rápido, ela passou mais um monte de meses só falando o quanto ele era babacas e tals e sla o que e novamente quando eu tentava só mudar de assunto ela continuava falando mau dele e dai pra frente todos os assuntos que ela tinha pra conversar girava em volta de garotos e namoros.
2° bandeira vermelha: Novas amizades.
Eu nunca tive problema em ter um amigo ou dois a mais, mais como ela era minha primeira melhor amiga era normal eu ter um pouco de ciúmes, a gente começou a sair um uma menina super bacana e eu não tinha nenhum problema com a presença dela, mas essa garota que começou a falar com ela não era gente boa, era repetente e também se metia em bastante briga e uns rolos aí, eu nunca fui de conversar com ela mais já a minha melhor amiga já adorou ela mas meio que essa garota ( vou chamá-la de Mara) a Mara não gostava nem um pouco de mim, era grossa, não tinha respeito pelas coisas que eu gostava e era bem violenta. Eu falei várias vezes para minha amiga ficar longe dela porque ela não era boa pessoa mas ela nunca me escutou ( ela nunca me escutava também quando eu alarma-va sobre garotos babacas que ela insistia em namorar) e então eu pensei, se ela não vai me escutar talvez eu tenha que fazer a Mara ir embora conversando com ela, então foi o que eu fiz, mas a situação ( obviamente) saiu do controle e ela fez minha amiga pensar que eu era muito ciumenta e a trouxe para o ciclo de amizade tóxico dela. Nós brigamos e depois disso paramos de nos falar por um bom tempo.
3° bandeira vermelha: Reconciliação.
Após muito tempo sem se ver, eu tinha me arrependido pelas coisas que falei e realmente acreditei que eu era apenas ciumenta e deveria pedir desculpas, e foi isso que eu fiz, eu pedi desculpas e ela também e nos abraça-mos, eu estava tão feliz, eu pensei que a gente era melhores amigas de novo e que tudo iria voltar a ser como era antes, bem não foi bem assim. Não nos falamos mais, ela criou um novo ciclo de amizade e eu também, os assuntos não eram os mesmo e acabou que o pedido de desculpas foi só pra não ter peço nas costas. Mas mesmo assim eu pensei "sem ódio, o que importa é que não estamos mais brigadas e é isso que importa" e assim foi, a vida continuou. Mas a história acaba aqui? Bem eu queria, mas não.
4° e última bandeira vermelha: Fofocas.
Lá estava eu com meu amigo ( vamos chamá-lo de Caio ) eu e ele estávamos apenas conversando no final da aula como fazíamos, mas ele estava agindo diferente. Ele não estava conversando muito e ria baixinho de vez em quando, eu não perguntei o porque pois eu queria respeitar o espaço pessoal dele e porque provavelmente não era da minha conta. Mas de repente ele para a conversa e fala: " Ei, é verdade que você gosta de mim?" Eu fiquei congelada no lugar, eu nem sabia o que disser, como ele sabia da minha quédinha por ele que eu tive no 4° ano? Eu não tinha contado pra ninguém, só pra... " Ei Caio, uh quem te disse isso?" Ele respondeu ainda com um grande sorriso em sua cara: " a foi a fulana ( minha melhor amiga ) ela disse que se gostava de mim e tals." Eu nem sabia o que responder, porque ela diria isso pra ele?? Eu fiquei furiosa, nós não éramos mais amigas mais ela sabia que o Caio era meu amigo! E melhor amiga ou não isso era totalmente babaca da parte dela contar um segredo constrangedor meu. Eu nem sabia o que responder, soltei a resposta mais rápida que pude pensar: " Ah... hehe é bem, eu gostava mesmo mais... Isso já faz muito tempo e hoje eu não sinto mais nada." Após isso eu vi seu grande sorriso totalmente desmoronar lentamente, e ficou um silêncio horrível entre nós, bem o Caio não conversou mais direito comigo depois.
eu nem sei o que pensar sobre ela hoje, e tenho medo de ela ter contado mais segredos constrangedores sobre mim. Bem foi isso, muito obrigado por ler até aqui! Até o próximo desabafo eu acho kkkk
submitted by Novel_Resident_ to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 19:28 SnooRevelations4846 ME ENTENDENDO NESSA PANDEMIA...

Sempre tive isso dentro de mim, eu apenas não aceitava e reconhecia, eu me esforçava para parecer hetero na frente de todos, sempre que passava uma menininha eu olhava para fingir que gostava para os meus amigos, mas quando eles estavam distraídos eu dava um raspão de olhada mesmo era para os meninos, eu chegava a ser até o homofóbico ás vezes, não me orgulho disso.
Para mim isso só acontecia porque eu nunca tinha ficado com nenhuma menina, até que no começo desse ano, conheci uma menina dá minha igreja na escola... então aconteceu de que nós dois começamos a conversar e nossos amigos começaram a perguntar pra ela, se ela ficaria comigo... meus amigos me perguntaram o mesmo. Eu disse que sim porque eu só estava com medo de terminar o ensino médio sem nunca ter beijado ninguém (drama teen), mas internamente eu só queria saber se eu podia sentir algo por uma menina!
Mais tarde nós nos beijamos, e eu simplesmente não senti nada! diziam que parece que tem borboletas na barriga, mas nada aconteceu, foi só um beijo sem emoções.
Na Pandemia começamos a trocar muitas mensagens e eu comecei assim... a me sentir muito hetero. Ás perguntas que eu tinha sobre mim, começaram a desaparecer. Comecei a imaginar um futuro com ela e tals, bem casalzinho mesmo. Isso foi por 4 meses, de março até um pedaço de junho. Então comecei a querer ver pornografia gay😶 Tinha certeza que era Bi nessa época. Minha mãe sabia que eu estava conversando com essa menina e foi falar para o resto dá família que eu estava namorando, daí eu fiquei tipo... tão tá né! Mandou eu chamar ela para o meu aniversário, eu chamei né, morrendo de vergonha mas chamei, tinha sido a primeira vez que agente ia se ver desde a quarentena! Contei o que minha mãe disse pra minha família e ela disse que vinha como minha namorada então. Começamos a namorar! Não foi feito nenhum pedido, mas se tratávamos como tal.
Comecei a frequentar a casa dela, se beijamos várias vezes... O negócio esquentava por diversas vezes, mas não saia do lugar, diz ela que a primeira vez queria que fosse depois do casamento, eu não via problema em esperar ela, eu também no fundo não queria, mas não sabia o porque, já que eu achava que era Bi. Ficamos assim num relacionamento de 15 em 15 dias eu indo lá. Sempre que saia de lá eu pensava: "Ai que vontade de beijar um homem" 😅. Comecei a assistir vídeos LGBTQIA+ na internet e a entender mais sobre mim. Comecei a me questionar novamente, decidi que não estava feliz indo na casa dela e resolvi terminar o relacionamento. Disse que não estava apaixonado e não sabia se um dia iria me apaixonar um dia por ela, que eu apenas gostava dela e de ficar com ela, mas achava que só ficaria por isso mesmo. Sugeri continuarmos amigos e ela disse que depois do fim de um relacionamento, ela bloqueia a pessoa total e que não fala mais com o ex. Na mesma hora, eu pensei melhor e levei ela para fora do ape dela (a mãe dela estava no quarto do lado) e disse para ela que estava em dúvida sobre a minha sexualidade! Ela me entendeu, me agradeceu por ter sido honesto com ela. Ela sugeriu continuarmos juntos porque eu podia ser BI e me arrepender depois. Em fim, não continuamos.
Duas semanas depois do término agora, eu sei que eu sou Gay! Então não poderia dar certo mesmo.
"Quero me adentrar mais na comunidade, então se alguém tiver um grupo LGBT+ que eu possa entrar, ia ser muito grato. Tenho 17"
submitted by SnooRevelations4846 to gay [link] [comments]


2020.11.20 13:45 surtoseafins Não sei mais o que esperar

Eu to com 23 anos e ate hoje nunca namorei, sempre tenho a sensação de que não estou pronto pra me envolver de uma forma mais séria com alguém.
Um dos pontos que pesam muito é que não sou a pessoa que melhor desenrola conversas com todo mundo, são poucas as pessoas que acabam conseguindo me fazer falar.
Durante minha vida já conheci algumas dessas pessoas que gostei muito, mas sempre acontecem duas coisas: Primeira, eu fico muito próximo da pessoa que chega num estágio que a gente ja é TÃO próximo que fica inviável de qualquer relacionamento amoroso rolar (a famosa friendzone)... Segunda, gosto demais da pessoa, me permito real sentir tudo que for possível, mas ai no fim eu me toco que to sentindo demais e pra outra pessoa não é tudo isso...
To me sentindo péssimo pois tem mais ou menos um ano e meio que conheci um cara, ele é incrível! Nossas conversas fluem de uma forma maravilhosa, eu amo falar com ele, amo a voz dele, o jeito que ele se expressa, amo tudo sobre ele (sinto que estou apaixonado ja tem um bom tempo). Dessa vez achei real que fosse rolar algo mais sério entre a gente, ja ficamos algumas vezes mas ontem cheguei a conclusão de que não vai rolar nada.
Algumas vezes já toquei no assunto "ai nossa meu amigo perguntou o porque da gente ainda não estar namorando hehe" e ele super desconversou, essa não foi a primeira vez mas foi a que me fez cair na real.
That's it, talvez eu simplesmente não tenha tido a sorte de vir pra esse mundo com algum destino amoroso traçado... As vezes me sinto mal com isso pois acabo me culpando demais por não ser uma pessoa como os outros, tem horas que a gente cansa né?
submitted by surtoseafins to desabafos [link] [comments]


2020.11.17 05:38 The_ghost_of_shell Vou para o Japão e provavelmente nunca mais vou ver o amor da minha vida

Ainda não vivi muito mas acaba que minha mãe quer ir pro Japão por conta de empregos e eu dei a ideia no início mas acaba que a 2 anos conheci o amor da minha vida. A charlie simplesmente garota incrível me dou muito bem com ela achava que ela iria me odiar por conta da idade mas acaba que somos melhores amigos, ja dormimos de conchinha e etc. Uma época ela acabou indo pra um hospital psiquiátrico fui visitar ela pois amigos de verdade não abandonam os outros, foi bom matar um pouco da saudade conheci os pais dela junto com meu irmão (que na época estavam namorando) meu irmão foi pra longe e dei um puta de um abraço nela. Semanas se passaram sempre ia visitar ela, ela inclusive chegou a fazer aniversário acabei me estressando com um amigo dela mas não contei nada pra ela. Hoje em dia faz um ano quase que não nós vemos por conta do namorado dela que é um filho da puta que bate nela mas ok. É foda saber que quando viajar provavelmente nunca mais verei ela
submitted by The_ghost_of_shell to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 12:56 pudimzeira Muitos ciúmes com amigo da namorada

Olá,
Queria a opinião de vocês para saber se estou muito errado quanto a esse sentimento de ciumes ou não.
Bom, para iniciar, queria dizer que tenho ansiedade tratada com medicamentos que acaba fazendo eu pensar demais nas coisas.
Bora lá,
Estou namorando a 1 mês e minha namorada tem um melhor amigo que também é um grande amigo meu.
Eles ficaram apenas um dia, mas ela mesma me falava que não fazia sentido pois eles são amigos demais(estavam bêbados brincando de verdade ou desafio, todo mundo pegou todo mundo).
Ela não me da motivos explícitos para sentir ciúmes, mas todo dia de manha ela manda um bom dia pra ele, passa horas conversando com ele e teve vários dias que ele me mandava print da conversa dos 2, e eu batia os horários e ela SEMPRE respondia ele antes de me responder. Na verdade, teve um dia que ela demorou 2 horas pra me responder e estava conversando sobre assuntos nada a ver com ele.
Já falei isso pra ela, sobre ela responder sempre ele antes de mim, mas parece que sempre que to longe ela demora pra me responder no whats, mas sempre que eu estou perto dela, ela responde ele bem rápido(essa parte ainda não falei pra ela).
Já quase terminamos por conta de eu me incomodar com essa amizade, e eu acredito mesmo que ele sendo meu amigo não faria nada(ele tbm namora) e ela tbm é muito fiel(eu era amigo dela quando ela namorava com outra pessoa).
Esta me incomodando demais e não sei o que fazer, coisas bobas me incomodam, por exemplo, eles moram no mesmo condomínio, toda vez que entro com ela no condomínio, vejo ela olhando pro apartamento dele; ela sempre procura ele, sempre manda bom dia, por exemplo e quando estamos juntos, nós 4(eu, ela, ele e namorada) percebi que ela sempre olha e fala mais diretamente com ela na mesa do que comigo ou namorada dele.
Outra coisa que percebi também, é que ela sempre deixar a conversa dele aberta(as vezes estou trabalhando home office na casa dele e ela e ele trabalham na mesma empresa).
Nunca tem nada de mais nas conversas, mas sempre ta ali, aberta na dele.
Eu acredito que eles são amigos de verdade, eles se conhecem a uns 8 anos, mas eu queria desabafar para ver se melhorava oq eu sinto, mas só piorou, HAIUEHIUAEHUIEAHAIUEA.
Estou muito errado? Estou exagerando?
submitted by pudimzeira to desabafos [link] [comments]


2020.11.15 03:03 CaptainHolland94 Meu relato de idiotice.

Olá pessoal! Hoje tive a desagradável experiência de descobrir que sou idiota. Começou com uma amiga que fiz na igreja, que dizia orar a Deus para arrumar uma boa amiga. Ela logo me apresentou outros amigos dela, que não são dessa igreja ou da mesma cidade; são amigos que ela fez na faculdade. Eu, já sem muitos amigos, fiquei até empolgada. De verdade. E antes de prosseguir, quero citar que nessa referida igreja conheci um rapaz com quem quis um relacionamento, e ele queria era me dar uns pegas às escondidas, inclusive namorando uma menina doutra igreja. Eu descobri, cortei o cara e, é claro, ele ficou ressentido comigo. E essa minha amiga apenas me deu algum consolo nessa decepção amorosa depois que a merda acertou o ventilador. E não, os outros "irmãos" da igrej logo não se importaram mais com esse causo. Mas ok, ninguém é obrigado. Até entendo. Fiquei puta da vida e crente de que não arrumaria relacionamento sério nunca mais na vida. Se até na igreja tá assim... Voltando a essa amiga em particular, junto com os miguxos dela, por mais que eles tenham me recebido no meio deles, nunca me passaram a sensação de que eu era realmente bem vinda ali. Sabe, você se esforça pra manter assunto, faz piadas e até puxa um pouco o saco? E mesmo assim você não sente que tá tudo bem. Okay, pode ser paranoia minha, afinal, sou bem ansiosa. Só que comecei a flertar com um carinha desse bando, e eu não estava crente de que ia evoluir disso, até semanas atrás, eu ficar doente e dar uma sumida. E essa amiga vir dizendo, assim que retornei, de que o dito cujo se preocupou comigo. E o próprio cara meio que deixou isso nas entrelinhas também. Sim, me convenci de que talvez eu devesse... Pensar nele como algo além de um flerte. Quem sabe finalmente, né? Vai que só dependia de mim dar uma abertura maior. E tudo dava a entender que ia evoluir, e essa amiga incentivava... Só que não. Hoje o cara anuncia sua namorada no grupo, e claro, todos ficaram felizes por ele. Tem que ficar mesmo, relacionamento tá difícil. E minha amiga bancou a egipicia. Estou carente e depressiva pra cacete, quis desbafar, mas, só mensagens visualizadas. Nada mais. Nem uma resposta. Até entendo, é sábado e um churrasco pra comemorar o namoro foi marcado... Saí do grupo, e decidi cortar contato com essas pessoas. Estou desabafando aqui porquê não consigo dormir. É isso. Obrigada, tenham uma boa noite e ótimo domingo!
submitted by CaptainHolland94 to desabafos [link] [comments]


2020.11.14 07:34 fearaujo7 HOJE É MEU ANIVERSÁRIO

Hoje é meu aniversário, mas não consigo comemorar. Meu cachorro morreu faz pouco tempo, e apesar de eu saber que fiz de tudo por ele, tudo mesmo, ainda sinto que não foi o suficiente. Isso tem pesado bastante na minha vida, desde que ele se foi não consigo dormir, fico triste e quieto a maior parte do tempo, e quase não consigo aproveitar nada nos dias. Praticamente fico o dia deitado. Meu estágio acaba agora em dezembro e aos 30 eu não sei como vai ser daqui pra frente, se vou arrumar um emprego bom, se vou ter como pagar minhas contas. Minha cabeça não para. Eu tô namorando uma mulher muito foda, mas sempre sinto que não tô correspondendo ou que não tô sendo bom o suficiente. Ela me apoia, me ajuda em várias coisas, tá sempre tentando me colocar pra cima, mas tem algo que sempre me puxa pra baixo. Eu não consigo ver meu pai como uma pessoa boa, ou ter o mínimo de afeto por ele, esses dias ele me chamou de burro e babaca por um erro que ele cometeu, nós discutimos e eu até pensei em sair de vez, mas não saio pela minha mãe. Ele já bateu nela uma vez quando eu era mais novo, talvez isso seja um dos motivos pelo qual eu não consigo mais ter afeto por ele. Estou com 30 e não tenho muitos amigos, nem sei se tenho ânimo pra comemorar algo hoje. Minha mãe sustenta a casa praticamente sozinha agora, já que meu pai está desempregado há uns 3 anos e meu contrato do estágio acabou. Ela até quis me dar algo de presente, mas falei que não preciso e que também não quero festa. Gastar dinheiro agora só vai piorar as coisas. Enfim, estou um pouco triste e não sei bem a razão, só queria desabafar mesmo.
submitted by fearaujo7 to desabafos [link] [comments]


2020.11.13 06:42 satanistboy Nunca senti tamanho desgosto de ter pedido meu tempo conversando com alguém

Sim, sentimento está extremamente forte e pesado e pra piorar tô sentindo isso pela minha mãe
[textão alert]
{contexto} Minha mãe é psicóloga e eu tenho depressão faz alguns anos mais ou menos e ela demorou um tempo absurdo pra se tocar que o filho dela tem depressão (amigo meu me falou uma vez " em casa de ferreiro o espeto é de madeira" ou algo assim, aliás salve Demon) e de novo, a questão não chega a ser essa, o buraco é mais embaixo, pq no momento que eu fui medicado e devidamente diagnosticado ela levou mais a sério e valeu a pena ter contado tudo pra ela e ter esperado até q ela me levasse a sério; ela me disse que preferia que eu falasse como eu estou e q eu dizer como q está minha saúde mental do que ele tiver na ignorância (pelo menos foi oq eu tinha pensado na época) nesse período queria muito parar o cursinho pq não tava acompanhando a matéria fazia meses e não conseguia estudar e minha mãe e meu pai concordaram desde q eu trabalhasse ou estudasse. Concordei pensando que estaria em condições de trabalhar porém estava enganado e minha mãe estava pressionando muito e eu tava tentando dizer pra ela q eu não estava bem e q N ia dar pra eu arrumar um trampo porém nada tava adiantando, ent decidi demonstrar meus sentimentos na intensidade q ele era pra ela sem nenhum tipo de ponderação, foi uma verdade nua e crua já que com cuidado não funcionava nem um pouco ai tinha até q funcionado
Passou um tempo, e senti q a partir do momento em q o remédio estabilizou ela partiu do princípio que eu estava 100% bem e que tava tudo certo (não sei se era oq ela pensava, mas era oq o comportamento dela dizia, e isso mexia comigo, mas era menos ent era relativamente lidavel. Minha mãe começou a forçar absurdos pra eu arrumar um emprego e aquilo ali tava muito pesado e ruim pra mim, pq tenho ansiedade pra algumas coisas e o assunto de trabalho eu sinceramente tenho muito medo e preocupação em danificar ainda mais meu psicológico (que inclusive estava e sinceramente ainda está em um estágio bem suicida e bem inconsequente em relação a minha própria vida e minha mãe SABE disso e ou finge demencia ou esquece com uma frequência relativamente alta) e eu tinha anteriormente entrado em um grande estado de apatia e isso fez deixar ela extremamente mal e arrasada e eu simplesmente não podia fazer nada, já que não tinha controle sobre isso (pra quem não entendeu é tipo como se alguém tivesse desconectado seu controle do console e você só assiste você se mexendo sozinho porém não consegue controlá-lo de forma alguma) e eu felizmente consegui sair disso (e sinceramente as vezes eu sinto uma falta enorme desse jeito que eu ficava e queria que ele voltasse pq assim paro de me machuca sofrer, e ela soube que tinha uma época que eu queria o forte e frio abraço da morte (e sinceramente é uma das coisas que eu mais queria) e após ela ver tudo isso ela começou a se esforçar ao máximo pra eu melhorar psicologicamente e deu certo até um certo momento por causa da pandemia e parei minha terapia pq eu basicamente não podia falar, pq ela ficava falando sobre pandemia, corona vírus, pandemia, isolamento social e como eu estava sendo extremamente inconsequente de sair de casa (durante esse período eu namorava e eu ia na casa dela em uma cidade vizinha bem pequena uma vez por semana mais ou menos) e sinceramente eu tentei muitas vezes e foi bem cansativo falar pra ela de q eu não queria falar sobre isso porém não adiantava, aí dps de várias tentativas eu decidi parar (fora que eu tava julgando que eu tava melhor e iria conseguir lidar bem com a terapia mesmo durante a pandemia, também tinha o fato de q minha mãe deixou de fazer terapia na frequência que ela gostaria pra dar prioridade pra mim, ent achei justo abdicar um pouco minha terapia por ela )
Porém não foi tão simples assim, a pandemia foi responsável por multiplicar meus problemas a 89 mols e deixar a solidão muitíssimo maior, porém meu medo do trabalho ser estressante no nível necessário de eu cometer o suicídio que eu tanto queria ter coragem e isso era bem possível, fora que é basicamente muito delicado alguém que não tem a mínima vontade de fazer nada e alguém que não sente prazer em absolutamente nada quer fazer qualquer outra coisa, nos meus dois últimos relacionamentos eu tentei aproveitar ao máximo e aproveitar pra pegar a energia que o relacionamento tinha gerado pra arrumar um emprego (que provavelmente era e mal mal será minha última tentativa de fazer alguma coisa pra minha saúde mental, pq sinceramente faz uns 4 anos q era pra eu estar morto e cá estou eu só tomando no cu e pegando mais desgosto por estar vivo) ent por causa da minha situação extremamente lixo e frágil eu tenho tentado achar um lugar legal pra trabalhar ou minimamente lidavel pra eu trampar e "sentir o grande bem e maravilhas que o trabalho pode fazer" porém nesse período eu não enviei muitos currículos (foram aproximadamente 20 currículos porém pra minha mãe aquilo era extremamente baixo) ent minha mãe e eu tivemos uma discussão fodida e eu expressei oq eu tava sentimento, que ela estava me pressionado muito e q N tinha pra que dizer, ela entendeu e disse que bate um desespero de me ver deitado na cama sem fazer nada e q entendia que eu estava sendo pressionado por ela e ela disse que iria tomar mais cuidado com a pressão
Esse diálogo foi de certa forma importante pq eu consegui aumentar um pouco mais os lugares q eu iria mandar currículo e fez eu buscar emprego com mais voracidade (durante uns 3 meses mais ou menos) mas o lado mais importante é q ela disse que percebeu que me apressar pra isso não é algo que funciona, me pressionar em relação a emprego não funciona nem um pouco e eu realmente acreditei q ela entendeu essa parte, porém a partir desse ponto a situação piorou cada vez mais
Começando com o fato do meu relacionamento amoroso que eu tinha ter acabado e de uma forma bem miserável (era um relacionamento aberto, essa mina tinha boderline e ela ainda gostava do ex pra Krl e mantinha contato com ele, e quando eu questionei isso com ela, ela disse que não tinha com oq de preocupar que por mais que ela quisesse ficar com ele ele morava longe aí decidi terminar e demorou pra eu me tocar que fui trocado pelo ex dela, me senti muito descartável e inútil, e hoje em dia isso me deixa muito mais mal do q antes) também teve o fato de q me senti abandonado (e fui de fato pelos meus amigos pessoalmente e só tinha me sobrado meus amigos virtuais que eu gostava/gosto pra Krl. Também teve o fato de q meu pai não levou nem um pouco e não demonstrou se importar com uma tentativa de suicídio falando que isso é normal q os jovens ficam com depressão por causa da Internet e acham que o suicídio é uma boa opção (e eu tinha tentando e ele agiu como se não fosse nada, que aliás dá pra perceber que o suicídio do filho não significa absolutamente nada pra ele) também teve o fato de q tive um relacionamento com uma mina q tinha sociopatia e com a diferença de 5 anos conseguiu fazer um relacionamento abusivo, fez eu ter várias crises de ansiedade (ela já fez eu ter uma crise de ansiedade dizendo que estava grávida, ela durante uma discussão disse que a vez que eu e ele fomos no motel eu estuprei ela, pq segundo ela me deu sinais de q eu queria. E na real que eu perguntei várias vezes se ela realmente queria e ela disse que sim. Quando ele ficou mais suave ela disse que só falou que eu estuprei ela pra eu me sentir mal e q ela tava querendo sim ) esse relacionamento foi tão lixo que absolutamente quase TODO MUNDO VIROU AS COSTAS PRA MIM E SE RECUSOU A ME AJUDAR SOBRE QUALQUER COISA que envolvesse esse relacionamento e isso fodeu mais ainda. Como se já não fosse o suficiente minha vontade de vive permanecer vivo já tinha ido embora e teve morrendo de vontade de me matar e acabar com essa merda de sofrimento acabar e já tava meio q querendo " marcar" um dia pra eu me matar porém algo aconteceu que me impediu de fazer (sinto que já fiz tudo que poderia fazer, tava fazendo terapia porém não tô mais e a terapia online ta um lixo, tomo remédio e o remédio ajuda pra Krl porém não acho que eu nesse estado é o remédio deem conta, e também tô indo com a maior dificuldade na academia 3x por semana
A terapeuta da minha mãe morreu e ele ficou extremamente arrasada e triste, deu muita dó e mal por ela, ent tentei fazer uns agrados pra ela e ela ficou feliz e Krl a 4 e por conta desse acontecimento pensei q ela não iria conseguir lidar com a minha morte e ela provavelmente iria morrer pouco tempo mais frente, admiro ela pra Krl, ela pediu divórcio de um casamento em ruínas que ela estava casada por mais q 30 anos e conseguiu se divorciar aguentou o tanto de merda que meu irmão já falou e lidou com o fato do filho dela querer se matar.
{Fim do contexto}
{Começo do desabafo}
Eu estava extremamente frustrado e mal e cansado no meu quarto q tarde por conta de q fui dormir tarde na noite passada e tinha ido na academia quando minha mãe entra no meu quarto extremamente pistola e surtando dizendo que é impossível continuar desse jeito, que eu não faço absolutamente nada e q ou eu tô doente ou eu varei a noite falei q tava deitado pq tava cansado e tinha feito academia e talvez energia não gerasse tenta energia quanto ela dizia, aí ela mandou um " q energia Gustavo? Tu não faz nada aqui em casa, mal mal tu vai na academia 1vzs por semana" e foi embora
Fiquei muuuuuuuuito mal e pra baixo com esse comentário, contei resumidamente pra uma amiga minha e ela disse que seria uma boa eu sentar pra conversar com ela e ver se a gente não conseguia se resolver e foi isso que eu tentei, mas sinceramente acho que só piorou a situação.
Falei pra ela que achava q ela era extremamente inconsequente e impulsiva e que aquilo estava me incomodando pra Krl, disse pra ela que sentia q ela mão tava ligando nem um pouco pra q de o estresse que ela tava sentindo tristeza ela iria descontar em mim e q eu fazia o possível pra quando isso acontecia comigo não causar estresse pra ela. Disse também que eu não tô bem também e q ninguém tá bem mas q eu me preocupo com o bem estar dela e queria que ela fizesse o mesmo No começo ela até pareceu estar entendendo.
Ai ela começou "não dava pra ela parar de me estressar, pq o fato de você não ter um emprego incomoda profundamente e q sua energia me tira do sério e q o fato de você não fazer nada em casa tilta , também q você não fazia nada e q academia não podia ser considerado alguma coisa, já que você não ajudava na casa", falei q ela em nenhum momento me disse isso. Ela disse também que" nenhuma mina vai gostar de você pq você tem 19 anos e nunca trabalhou e nessa época de quarentena e não tô fazendo nada e q eu só vou ter um papo merda, por mais q eu tô triste pelo fim do relacionamento, " você já sabia que seus dois últimos relacionamentos não iriam dar certo e que já eram guerras anunciadas e mesmo todo mundo me falando que ia dar ruim eu ia e tentava, parecia que você queria bater de cara na parede, ent vai e bate a cara na parede e vê se você aprende alguma coisa, e em relação ao término, seu irmão também terminou com uma mina q tava 6 anos namorando, mas ele continua trabalhando, se for pensar assim era pra ele estar sofrendo bem mais que você. Você pode melhorar suas coisas fazendo terapia, eu não tenho essa opção a minha tá morta "
Mano, não tenho palavra does descrever o quanto que eu fiquei pistola e decepcionado, ela deixou bem claro q ela não tá nem aí pra saber o quanto que eu tô sofrendo e fica falando q ela tá em situação pior é a minha e dps teve a audácia de dizer que" filho, eu me importo muito com você, faço isso pq não sei oq mais fazer, mas tu sabe q eu faço isso só pra te ajudar né?" Falei q tinha minhas dúvidas e q N tinha mais nada pra falar com ela e ela foi dormir
Em pensar que eu tava deixando de cometer suicídio por causa dela.... Alguém q não tá ligando.. Enfim, provavelmente quando vocês lerem essa mensagem vou estar ou atualizando minha carta suicida ou dormindo, se tu leu até aqui, tu é um guerreiro por ter lido esse textão, um abraço
submitted by satanistboy to desabafos [link] [comments]


2020.11.12 22:05 SnooRevelations4846 Me descobrindo nessa pandemia e muito feliz

Essa Pandemia me ajudou muito a reconhecer e aceitar quem eu sou de verdade. Sempre tive isso dentro de mim, eu apenas não aceitava e reconhecia, eu me esforçava para parecer hetero na frente de todos, sempre que passava uma menininha eu olhava para fingir que gostava para os meus amigos, mas quando eles estavam distraídos eu dava um raspão de olhada mesmo era para os meninos, eu chegava a ser até o homofóbico ás vezes, não me orgulho disso.
ANTES DÁ PANDEMIA, NO MESMO ANO:
Para mim isso só acontecia porque eu nunca tinha ficado com nenhuma menina, até que no começo desse ano, conheci uma menina dá minha igreja na escola... Eu tinha me prometido que se caso um dia eu fosse namorar, que não seria com uma menina dá igreja, pois eu não queria me enroscar ainda mais na teia que me prende a igreja. Mas enfim, então aconteceu de que nós dois começamos a conversar e nossos amigos começaram a shippar agente, com isso, a amiga dela começou a perguntar pra ela, se ela ficaria comigo... meus amigos me perguntaram o mesmo. Eu disse que sim, e ela também disse que sim! Eu disse que sim porque eu só estava com medo de terminar o ensino médio sem nunca ter beijado ninguém (drama teen), mas profundamente eu só queria saber se eu podia sentir algo por uma menina!
Mais tarde nós nos beijamos, e acredito que até tenha sido um beijo bom, para uma primeira vez minha, mas eu simplesmente não senti nada! diziam que parece que tem borboletas na barriga, mas não aconteceu nada, foi só um beijo.
DURANTE A PANDEMIA:
Posteriormente começamos a trocar mensagens e eu comecei assim... a me sentir muito hetero. Ás perguntas que eu tinha sobre mim, começaram a desaparecer. Comecei a imaginar um futuro com ela e tals, bem casalzinho mesmo. Isso foi por 4 meses, de março até um pedaço de junho. Então comecei a me sentir atraído por pornografia gay😶 quando vi que olhava mais para um lugar do que para o outros nos de hétero, daí já estava naquelas, de pensar que era Bi. No final de julho eu já tinha isso como uma verdade pra mim, foi bem quando ocorreu o meu aniversário. Minha mãe sabia que eu estava conversando com essa menina e foi falar para o resto dá minha família que eu estava namorando, daí eu fiquei tipo... tão tá né! Mandou eu chamar ela para o meu aniversário, eu chamei né, morrendo de vergonha mas chamei, tinha sido a primeira vez que agente ia se ver desde a quarentena! Contei a história para ela, e ela disse que vinha como minha namorada então. Depois também, fui no aniversário dela, ela foi no dá minha mãe...
Comecei a frequentar a casa dela, se beijamos mais vezes... O negócio esquentava por diversas vezes, mas não saia do lugar, diz ela que a primeira vez queria que fosse depois do casamento, eu não via problema em esperar ela, eu também no fundo não queria, mas não sabia o porque, já que eu achava que era Bi. Ficamos assim num relacionamento de 15 em 15 dias eu indo lá. Sempre que saia de lá eu pensava: "Ai que vontade de beijar um homem" 😅. Comecei a assistir vídeos LGBTQIA+ na internet e a entender mais sobre mim, vi umas experiências que eu passei e que os outros também passaram. Então decidi que não esta sendo eu mesmo indo na casa dela, e resolvi terminar o relacionamento. No começo disse também verdades, que não estava apaixonado e não sei se eu iria me apaixonar um dia por ela, que eu apenas gostava dela e de ficar com ela, mas achava que só seria isso mesmo, sugeri continuarmos amigos e ela disse que depois do fim de um relacionamento, ela bloqueia a pessoa total e que não fala mais com o ex. Na mesma hora, eu pensei melhor e levei ela para fora do ape dela (a mãe dela estava no quarto do lado) e disse a verdade para ela... Que estava em dúvida sobre a minha sexualidade! Ela me entendeu, disse que vai continuar sendo amiga, pois fui muito honesto com ela... E hoje faz uma semana desde que terminamos.
SOU GAY!!!
submitted by SnooRevelations4846 to arco_iris [link] [comments]


2020.11.12 18:41 SnooRevelations4846 Minha vida nessa Pandemia

Essa Pandemia me ajudou muito a reconhecer e aceitar quem eu era de verdade. Sempre tive isso dentro de mim, eu apenas não aceitava e reconhecia, eu me esforçava para parecer hetero na frente de todos, sempre que passava uma menininha eu olhava para fingir que gostava para os meus amigos, mas quando eles estavam distraídos eu dava um raspão de olhada mesmo era para os meninos, eu chegava a ser até o homofóbico ás vezes, não me orgulho disso.
ANTES DÁ PANDEMIA, NO MESMO ANO:
Para mim isso só acontecia porque eu nunca tinha ficado com nenhuma menina, até que no começo desse ano, conheci uma menina dá minha igreja na escola... Eu tinha me prometido que se caso um dia eu fosse namorar, que não seria com uma menina dá igreja, pois eu não queria me enroscar ainda mais na teia que me prende a igreja. Mas enfim, então aconteceu de que nós dois começamos a conversar e nossos amigos começaram a shippar agente, com isso, a amiga dela começou a perguntar pra ela, se ela ficaria comigo... meus amigos me perguntaram o mesmo. Eu disse que sim, e ela também disse que sim! Eu disse que sim porque eu só estava com medo de terminar o ensino médio sem nunca ter beijado ninguém (drama teen), mas profundamente eu só queria saber se eu podia sentir algo por uma menina!
Mais tarde nós nos beijamos, e acredito que até tenha sido um beijo bom, para uma primeira vez minha, mas eu simplesmente não senti nada! diziam que parece que tem borboletas na barriga, mas não aconteceu nada, foi só um beijo.
DURANTE A PANDEMIA:
Posteriormente começamos a trocar mensagens e eu comecei assim... a me sentir muito hetero. Ás perguntas que eu tinha sobre mim, começaram a desaparecer. Comecei a imaginar um futuro com ela e tals, bem casalzinho mesmo. Isso foi por 4 meses, de março até um pedaço de junho. Então comecei a me sentir atraído por porn gay😶 quando vi que olhava mais para um lugar do que para o outros nos de hétero, daí já estava naquelas, de pensar que era Bi. No final de julho eu já tinha isso como uma verdade pra mim, foi bem quando ocorreu o meu aniversário. Minha mãe sabia que eu estava conversando com essa menina e foi falar para o resto dá minha família que eu estava namorando, daí eu fiquei tipo... tão tá né! Mandou eu chamar ela para o meu aniversário, eu chamei né, morrendo de vergonha mas chamei, tinha sido a primeira vez que agente ia se ver desde a quarentena! Contei a história para ela, e ela disse que vinha como minha namorada então. Depois também, fui no aniversário dela, ela foi no dá minha mãe...
Comecei a frequentar a casa dela, se beijamos mais vezes... O negócio esquentava por diversas vezes, mas não saia do lugar, diz ela que a primeira vez queria que fosse depois do casamento, eu não via problema em esperar ela, eu também no fundo não queria, mas não sabia o porque, já que eu achava que era Bi. Ficamos assim num relacionamento de 15 em 15 dias eu indo lá. Sempre que saia de lá eu pensava: "Ai que vontade de beijar um homem" 😅. Comecei a assistir vídeos LGBTQIA+ na internet e a entender mais sobre mim, vi umas experiências que eu passei e que os outros também passaram. Decidi que não estava mais me sentindo eu mesmo indo lá, e resolvi terminar o relacionamento. No começo disse umas verdades, que não estava apaixonado e não sei se eu iria me apaixonar um dia por ela, que eu só gostava muito dela e de ficar com ela, mas achava que só seria isso mesmo, sugeri continuarmos amigos e ela disse que depois do fim de um relacionamento, ela bloqueia a pessoa total e que não fala mais com ela. Na mesma hora, eu pensei melhor e levei ela para fora do ape dela (a mãe dela estava no quarto do lado) e eu disse a verdade para ela... Que estava em dúvida sobre a minha sexualidade! Conversamos e depois fomos no shopping, eu, ela e a mãe dela... fui como um sinal de que não precisaria acabar a amizade. Por fim... Ela me entendeu, disse que vai continuar sendo amiga, pois fui muito honesto com ela... E hoje fazem 5 dias que terminamos. Mds, escrevi demais né?!😅
submitted by SnooRevelations4846 to desabafos [link] [comments]


2020.11.11 03:19 Ofc_nathi Eu VS meu irmão mais velho

(Esse desabafo não é sobre rivalidade entre mim e meu irmão, e sim sobre a forma que minha mãe e meu padrasto nos trata diferente.)
Eu sempre fui super próxima à meu irmão... Sempre me baseei nele, sigo seus conselhos e etc. Meu irmão sempre manteve sua vida amorosa, suas peguetes e ficantes em segredo. Com excessão de mim, ele não contava sobre esse tipos de coisa P ninguém... Ao contrário de mim, que sempre conversei com a minha mãe, sempre contei sobre minhas paixonites, os meninos e meninas que eu ficava ou até msm, queria ficar. Meu irmão começou a ficar com uma menina que minha família não conhecia, e dps de alguns meses, ele foi sair c a mina, e eu e minha família fomos juntos (sem saber q ele ia encontrar a menina)... E foi assim q conhecemos a namorada dele. Comigo, desde sempre, minha mãe dizia que se eu fosse me envolver com alguém, essa pessoa tinha que ir em casa, conhecer a minha família é pedir permissão. Dps de 1 mês de namoro do meu irmão, eu comecei a praticar meus esportes e meus amigos me levavam em casa, toda noite. Minha mãe conheceu um amigo meu e me shippava com ele. Eu nunca havia pensado na possibilidade de ficar com ele, mas como minha mãe ficava matutando em cima de mim, eu comecei a olhar o menino c outros olhos, e dps de 1 mês conversando c o menino, eu chamei ele P sair (c a permissão da minha mãe) e ficamos (eu falei P minha mãe e P meu padrasto). Dps de 2 semanas ficando, oficializamos o namoro.
Com 1 ano de namoro, minha mãe nunca deu pitaco no relacionamento do meu irmão. Com 2 semanas namorando, minha mãe sempre se meteu no meu namoro, e dizia tudo q eu tinha q Flr P meu namorado. (Terminei c ele dps de 3 meses de namoro)
Isso foi em 2018...
Depois disso, minha mãe começou a ficar paranóica sempre q eu falo de alguém q eu fico.
À mais ou menos 1 mês atrás, eu fiquei com um cara em uma festa de família paterna, e contei P minha mãe. Até então, eu não pensava na possibilidade de ficar c esse cara Dnv, mas acabou rolando e EU CONTEI P MINHA MÃE. (Ela sempre me disse que eu tinha que contar as coisas P ela, pq ela nos contava as coisas dela. E se eu não contasse e ela descobrisse, ela ia ficar brava e chateada)
Eu continuo ficando c esse cara, sem esconder da minha família e da minha mãe. Porém, pra minha família paterna, tudo que eu faço, é por causa desse cara; mas eu sempre deixei claro PRA TODO MUNDO QUE EU CONHEÇO, QUE MINHA VIDA NÃO É MOVIDA A MACHO, OU À QUALQUER TIPO DE RELAÇÃO AMOROSA, pois eu sempre fiz as coisas pela minha cabeça. Falei pra minha mãe que minha tia havia me chamado pra dormir na casa dela, que por acaso, é perto de onde o cara q eu fico, mora. E ele vem todos os dias tomar café com a minha avó, que é na msm rua da casa da minha tia... Eu também venho passar o fim de tarde com a minha avó, pois antes, quando eu não vinha, todos os meus tios e tias, e minha avó me crucificavam. Minha mãe, de cara, me perguntou se eu ia vir por causa do mlk, e eu, puta da vida, disse q não... (eu não menti) e disse pra minha mãe que se eu viesse só por causa do Mlk, não tinha o porquê de eu esconder isso.
Vim pra casa da minha tia, falo com minha mãe e meu pai, todos os dias... E minha mãe me pergunta se eu falei com o menino, e eu digo q não fico falando por ele por telefone, até porque ele trabalha (e eu não tenho paciência P ficar conversando por telefone).
Hoje, eu na casa da minha avó, minha mãe me mandou msg, dizendo q queria conversar comigo, dizendo q meu padrasto disse q tem certeza que eu só vim pra cá por causa do mlk... Disse q eu nunca gostei de vir pra cá, etc. Eu disse que Sempre que eu tenho oportunidade, eu venho ficar com a minha tia, mas parece q ninguém, além do meu irmão, lembra disso. Eu fiquei totalmente magoada pelo q o meu padrasto falou e minha mãe concordou...
Se fosse o meu irmão, ninguém ia associar a ficante dele, com a visita à família; Por que q comigo tem que ter essa palhaçada? Por que eu sou mulher? Sempre argumentei contra o machismo e tenho que conviver com isso dentro de casa?
Eu havia dito pra minha mãe que o cara tinha me chamado pra sair, e ela disse q se eu saísse com ele, ela ia ir junto. Pra quê? Por que, com meu irmão nunca teve esse palhaçada, e comigo que sempre me abri, tem que ter? Eu tô exagerando em me sentir mal?
submitted by Ofc_nathi to desabafos [link] [comments]


2020.11.11 01:59 kcird38 Além de todos os meus problemas, hoje descobri que minha cachorra tem um tumor.

Ultimamente venho passando por um monte de situações fudidas. Comecei a me auto mutilar em junho, tava completamente afundado na depressão e fui diagnosticado com ansiedade também. As coisas até começaram a melhorar, eu conheci uma garota incrível (favor não julgar) só que ela mora na Holanda, estamos namorando e sério mesmo, ela tá fazendo um esforço do caralho pra poder vir aqui ano que vem, eu realmente me sinto amado pela primeira vez, porque minha ex só me usou pra tapar um buraco. Eu tenho uma forte tendência de me isolar devido a problemas de autoestima, e com a quarentena isso só piorou obviamente, praticamente não vejo/converso com meus amigos mais. Eu até tava me sentindo razoável nos últimos dias, mas hoje minha cachorra tava passando mal e meus pais levaram ela no veterinário, ela tem um câncer de mama que pode estar se espalhando para os pulmões dela e eu não sei mais o que fazer, eu tenho ela desde os meus 10 anos (tenho 18 agora) e quando tô tentando organizar a minha vida eu recebo uma notícia dessas. Eu me questiono se eu mereço tudo isso, eu realmente me considero uma pessoa boa, sempre ofereço um ombro amigo quando precisam, não julgo ninguém e tento ser gentil com todos, mas eu sempre me fodo. Eu não aguento mais isso, quando eu cogitava diariamente o suicídio eu não segui em frente por causa da minha cachorra e da minha avó, que me prendem aqui nesse mundo, eu não sei o que eu faria sem a minha cachorra. Desculpa pelo textão, mas eu realmente precisava desabafar.
submitted by kcird38 to desabafos [link] [comments]


2020.11.09 20:09 an_ne_gel estou namorando virtualmente, estou feliz mas muitas pessoas me julgam

Estou genuinamente feliz por conseguir fazer durar um relacionamento, nunca consegui fazer com que nenhum relacionamento meu durasse por mais de 1 ano e com certeza nunca esperei que isso acontecesse virtualmente. É, com certeza, algo que faz pessoas duvidarem, mas eu confio plenamente nele, sabe, ninguém coloca fé em relacionamento à distância.
Bom, nós estamos namorando há 2 anos. Desde o início sempre fazemos tudo juntos: assistir filmes, ler, jogar diversos jogos, conversar sobre coisas bestas ou sérias, fazemos ligação sempre que possível, sempre contamos tudo um para o outro e até trocamos fotos mais íntimas. Tudo isso segue até hoje. Somos um relacionamento saudável, mesmo com os problemas e momentos difíceis nós estamos lá, sempre, um para o outro. Mesmo sem o toque físico, que faz falta, mas não é algo tão grande a ponto de deixá-lo por isso. No nosso relacionamento o toque seria algo relativamente fútil e substituível, e é. Para nós o que importa é a confiança, acima de tudo.
Mas, como sempre, vão ter pessoas que querem destruir e relatar regras inexistentes sobre a vida alheia, e conosco não foi diferente. Alguns (ex) amigos nossos se juntaram para dizer o quanto eles repugnavam o nosso relacionamento, inventaram mentiras sobre nós, fizeram de tudo possível para nos separar, mas não conseguiram. Até contaram aos meus familiares que até então em momento algum aceitariam isso, mas quando o conheceram, simplesmente aceitaram por ele ser uma pessoa muito boa. Eu diria que algumas garotas queriam namorar com ele e acham que são melhores do que eu por simplesmente estarem na mesma cidade que ele, e eu discordo, ele também.
Isso me incomoda, mas sempre irão existir pessoas que se rebaixam à este nível. Não há o que fazer para impedir, basta aceitar. Mas o maior problema mesmo é o fato do poder que elas podem ter na base da manipulação e eu simplesmente não conseguir e não poder fazer praticamente nada a respeito, a não ser escrever ou falar por meio de áudios, a limitação me deixa mal. Vai que elas consigam fazê-lo mudar de ideia? Se conseguirem, eu ficarei perdida. Dois dos meus melhores anos da minha vida jogados fora por garotas irritantes e de baixo nível e eu não posso fazer nada. Claro, vou confiar nele, mas minha vida é baseada em “se's”, eu tenho ansiedade e venho tendo crises todas as noites com medo de perdê-lo desde que tudo isso começou (há uns 4 meses).
Espero que nenhuma das minhas vastas suposições aconteçam. Sou muito grata por sua leitura.
submitted by an_ne_gel to desabafos [link] [comments]


2020.11.09 04:48 repdominato Tenho tido brigas constantes com uma das pessoas mais importantes da minha vida e agora me sinto perdida.

Olá todo mundo que está lendo esse meu desabafo, fico feliz por vocês terem clicado aqui parar ler o meu drama, então:
Tudo começou no começo de 2020, quando eu conheci um garoto por uma live que eu assistia, até aí tudo bem, viramos muito amigos e uns meses depois eu comecei a gostar dele, não contei por puro medo de levar um webfora, daí uns dias depois ele me diz que está namorando com uma menina (que logo se descobriria trans, não é uma informação tão necessária mas enfim), conheci ela e viramos amigas, eu achava ela super legal, mas eu ainda gostava do meu amigo. uns meses depois eles terminaram, ele me contou e eu fiquei bem triste, dei todo o apoio a ele e sempre tentava ajudar ele a superar o término, até que um dia nós dois estávamos conversando e eu acabei contando que gostava dele a um tempo, ele ficou em choque e perguntou a quanto tempo eu gostava dele, respondi que desde o começo do ano, ou seja, antes dele começar a namorar a menina lá, ele disse que achava que era difícil pra mim viver com eles dois namorando mesmo com eu gostando dele (não, foi super fácil amigo, foi super fácil), ele não falou nada sobre os seus sentimentos em relação a mim, também não perguntei para não incomodar, mas, uma semana depois ele me pediu em namoro, e ainda pediu pra que eu pensasse bem e desse a resposta em uma semana. eu pensei em falar sim na hora, mas como ele pediu, eu pensei mais e uma semana depois eu aceitei, foi tudo muito bom, foi tudo muito lindo, eu amava ele, parecia que estava vivendo um sonho, foi o melhor relacionamento que eu já tive até hoje, até que eu terminei com ele uns meses depois pois eu estava com medo de que acontecesse o mesmo que aconteceu no meu antigo relacionamento (meu relacionamento antes desse cara foi simplismemte um inferno, o cara era um possessivo ciumento nojento que não podia ver eu falando com alguém que já ia tirar satisfação comigo ou com a pessoa na qual eu estava conversando, era horrível e ele fazia eu me sentir um lixo), ele aceitou deboa, mas, um dia euu vou falar com ele sobre um problema e vejo o contato dele sem a foto, mandei mensagem e só foi um negócinho como se ele estivesse sem internet ou o celular estivesse desligado, fui tentar falar com ele no twitter e apareceu a mensagem de que eu estava impossibilitada de seguir ele, foi no discord e não vi o perfil dele lá, o cara simplismemte me bloqueou em TODAS as minhas redes sociais, depois disso a minha vida virou um inferno e tudo ficou insuportável: minha insônia piorou, eu chorava TODOS os dias, não conseguia dormir preocupada com oq tinha acontecido, tinha crises de ansiedade por causa disso, como eu disse, um inferno. um mês depois ele me desbloqueia e me manda mensagem pedindo desculpa, dizendo que era pra me esquecer, eu aceitei as desculpas pq eu sou burra e pq eu amava ele (na verdade, ainda amo ele depois de tudo isso, sou burra sim ou claro??) nós continuamos amigos depois disso, mas eu não me sentia tão bem falando com ele, me sentia mal e esquisita, depois disso nós passamos a ter brigas constantes por motivos extremamente bobos e fúteis, e eu chorava em TODAS as vezes em que nós brigávamos pq me sentia culpada, eu sinto que estou perdendo ele, eu amo muito ele e ele é extremamente especial pra mim, eu não quero perder alguém tão especial assim, eu PRECISO de ajuda em relação a isso e esse subreddit foi a única forma de pedir ajuda que eu encontrei. por favor me ajudem, eu me sinto extremamente perdida em relação a isso e não sei mais o que fazer.
submitted by repdominato to desabafos [link] [comments]


2020.11.08 11:20 Sarvioor Eu tenho insegurança pra krlh

Eu atualmente estou namorando uma mulher muito foda, ela me ajuda com tudo, me deixa feliz, eu amo ela e ela me ama, só que o meu passado me deixa bastante inseguro e tals.
Minha namorada teve um problema com o ex dela que o fdp tirou a virgindade dela sem camisinha, e ele fez aquilo nela, ela disse que pediu pra ele parar e ele não parou, só de imaginar isso meu peito aperta, ela teve que tomar todos os medicamentos, falou tudo pra mãe dela e o FDP não disse nada pra dele pq tava com medinho, eu tbm ficaria mas assumiria a responsabilidade, ela até ficou um tempo com ele mas separou pq ele tinha traído ela, a gente começou a se conhecer logo dps que ela terminou com ele, eu só fui saber dessa história dps de um tempo conversando com ela. Eu sei que pode parecer drama de ex ou sla, mas até hj eu quero arrebenta esse cara, só pq ele não foi homem o suficiente pra assumir a responsabilidade, e aquilo ainda pode ser chamado de estrupo. Mas até agora já passou tudo, ela toma um anticoncepcional por isso mas já está se acostumando.
Até que chega a parte da minha insegurança, eu fui trocado em um namoro passado e isso me traumatizou até hj, eu tenho medo de ela começar a falar com outra pessoa e me trocar, até pq ela é do tipo que tem vários amigos homens, e isso me deixa bastante inseguro, eu não fico pegando o celular dela e essas coisas, ela sabe que eu tenho isso e fala que não vai me trocar, que se não quisesse ficar cmg não teria falado sim pro meu pedido de namoro, fala que me ama, e que não me trocaria por nada. Isso me acalma pra krlh mas a insegurança fica ainda, eu tenho medo de perder ela e meio que tenho pesadelos por isso, eu acordo chorando quando tenho esses pesadelos. Eu não sei oq fazer mais, eu amo ela e não quero perder ela, mas essa insegurança me mata muito, eu choro por medo de ela não me amar mais, de ela ter achado outro. A gente nem tem motivos msm, a gente fala sobre tudo, ela me apoia nos meus projetos ou no que eu conquisto, mas eu tenho esse medo ainda. E um dia desses o fdp começou a me seguir no Instagram, sei que parece coisa boba mas eu fiquei muito puto. Eu sou o antissocial e depressivo, tenho ansiedade dês dos 13 anos, tenho surtos de ansiedade do nada, não tenho muitos amigos, e ela foi a única pessoa no qual eu disse um eu te amo, ela me acolheu e cuida de mim, me faz rir e me faz parar de chorar. eu amo ela
Eu sei que eu sou dramático pra kct pode me zuar aikkkkkkk e minha escrita é uma merda kkkkkkkkk
submitted by Sarvioor to desabafos [link] [comments]


2020.11.07 03:52 ppzmad Solidão que me incomoda.

Pois bem, tenho 20 anos e sofro com vários problemas de saúde. Desde 2017 depois de um relacionamento desastroso, comecei a ter depressão e ansiedade, cada dia que passava, mais e mais isolado do mundo ficava,tinha uma sensação que todos me usavam e se aproveitavam de mim, uma sensação de fracasso, solidão, estagnação na vida. Como disse, sofro com problemas de saúde, todos consequência da depressão como a obesidade, problemas de estômago(hérnia de hiato e pangastrite), compulsão por doce, insônia, problemas hormonais deviado a uso de antidepressivos... Podemos ver que saúde eu não tenho, brincadeiras a parte, vendo o meu eu do passado,via uma pessoa cheia de amigos,sonhos,vontades ,autoestima e várias coisas positivas. Mas agora, sinto essa solidão, passo meu dia jogando por não ter aula( cursando na faculdade federal administração), não converso com nenhum amigo e quando converso são assuntos rasos, fico preso dentro de casa por não ter com quem sair e quando saio me sinto o "patinho feio", dificuldade para achar estágio por causa da crise econômica e da pandemia, além de ter perdido minha vó no início do ano, alguém que era muito importante para mim. Antes, bebia e usava entorpecentes para fugir da realidade,mas por causa dos remédios, passo muito mal, então sou obrigado a ficar sóbrio e aguentar as barreiras que a vida me deu. Já faço consulta com psicólogo, psiquiatra(inclusive estou em processo de desmame do medicamento) e com neurologista devido a uma doença chamada tremor essencial, tenho todo amparo familiar e boas condições financeira , mas meu interior está me corroendo, essa solidão me aflige cada vez mais! Falando sobre o gatilho da depressão, tudo começou por causa de uma menina, que inclusive sou apaixonado até hoje, depois de 3 anos , um namoro, várias meninas que passaram na minha vida, eu ainda penso dia após dia nela.Mas hoje ela está namorando e não temos mais contato, sinto carência e com isso fico com a minha ex namorada para suprir essas necessidades, sei que não é o correto de ser feito, contudo, deixo bem claro para ela as minha intenções. Resumindo esse texto mal escrito, estou estagnado em todos os sentidos, com uma depressão e um ódio dos medicamentos que me fazem mal,um sentimento de solidão, um sentimento de que todos querem me usar , fracasso afetuoso , amigos falsos e várias coisas que ficam martelando a minha cabeça. Gostaria de saber a opinião dos senhores e senhoras, como posso melhorar, tenho em mente que sou uma pessoa privilegiada economicamente e com uma ótima família, porém meu lado social e pessoal é um fracasso, tendo que me esforçar mais que os outros para realizar diversas atividades , quero opiniões e conversar com vocês.
submitted by ppzmad to desabafos [link] [comments]


2020.11.03 20:29 Thecryboy Esses dias tenho me sentido esquecido pela minha namorada.

Esses dias eu tenho ficado chateado com as atitudes da minha namorada, porque a gente está conversando e do nada ela para de conversar comigo pra conversar com outra pessoa, tipo não estou dizendo que ela não pode ter amigos, estou dizendo que ela literalmente me esquece totalmente quando está conversando com eles, parece que fingi que eu nem existo, e eu odeio essa sensação, e o problema é que quando converso com ela sobre isso ela fica toda brava, dizendo que eu não estou nem ai pra ela, dizendo que não pode nem mais ter amigos pra conversar, sendo que isso não é verdade, eu sempre digo que se não quer conversar comigo, diga vou conversar com tal, mas nem isso ela faz, parece que esses dias ela vem andado muito chateada comigo, mas sem motivo nenhum, até pensei em terminar por causa disso, porque está realmente levando pra um nível onde literalmente ela está conversando comigo, e quando o amigo dela está online ela manda mensagem pra ele e para totalmente de falar comigo, não sei o que eu faço, eu até tenho um pouco de receio de falar, a se você prefere conversar com ele namora com ele então e me esquece de vez, mas eu não quero perder ela, isso está levando em um nível onde eu não estou aguentando mais essa sensação, não sei se termino, não sei se converso, não sei oque fazer, tipo o nosso relacionamento é muito bom, muito bom mesmo a gente se entende completamente, quase não tem brigas somos totalmente abertos um para o outro, mas parece que esses dias ela realmente tem me esquecido, parece que ela só vem conversar comigo quando ela não tem ninguém pra conversar, literalmente eu sou a ultima opção, e esses dias quando as vezes me abro pra ela dizendo que hoje não estou muito bem, ela pergunta porque, ai eu digo o porque, e ela fala mds e vai conversar com os amigos dela, porra eu fico muito puto com isso, ela diz que eu que não ligo pra ela, sendo que é ela que não liga pra mim, isso aconteceu hoje mesmo ela mandou mds, ai eu mandei na lata perguntando se ela liga pros meus sentimentos, e ela disse que liga, só não da pra demonstrar, ai eu falei na minha cabeça karalho resolveu oque, ai depois ela que vem querendo controlar quem eu posso ser amigo ou não, dizendo a eu não gosto desse cara acho que ele que está te deixando triste, a esse cara ai e muito cuzão gosto dele não, ela nem conhece como que ela vai saber, ai ainda pelo menos manda a vou jogar com tal e nem me chama, ai depois de ter jogado manda a vou entrar só de noite, ai entra 1 hora da manhã, toda fofa se fazendo de coitada, conversa comigo por uns 30 minutos e fala que vai dormir, tipo se ela não está confortável namorando comigo se ela não quer mais, eu aceito só não gosto que fique me arrastando dizendo que me ama e que se importa comigo, sendo que quando tem esses tais amigos dela, ela me esquece me deixa no limbo, ai quando eu estou triste querendo que ela me console, ela diz a não sei nem como fazer isso, e me esquece e vai conversar com os amigos, tipo não creio que eu esteja sufocando ela, até porque sempre fui muito tranquilo enquanto a isso, sempre disse que se ela não quer conversar comigo na hora, não tem problema converse com quem você quiser, mas esses dias parece que ela tem realmente me esquecido e eu não gosto dessa sensação, é uma sensação horrível, e ainda vem dizendo a sua vida nem é tão difícil assim, sendo que ela não viveu na minha pele pra saber se realmente é difícil ou não, as vezes eu até tento me abrir, mas parece que ela não liga, e também ela diz que as vezes não se abre comigo, porque eu não vou ligar sendo que ela está totalmente enganada, não sei como prosseguir isso, acho que vou acabar e pronto, não quero ficar com alguém que nem ligar pros meus sentimentos liga, assim as vezes me da vontade até de chorar por causa disso, e eu sou muito difícil de chorar, odeio quando as pessoas me ignoram, principalmente quando é uma pessoa importante pra mim, que diz que me ama, que diz que se importa comigo, mas as vezes parece que ela não está nem ai pra mim, me trata como se eu fosse um qualquer, que ela conheceu agora, que não sabe nem o nome, e o pior eu pergunto eu sou oque você quer da sua vida, você perdeu o interesse em mim, e ela diz eu quero você sim pra minha vida, só acho que você que não sabe oque quer, eu não perdi o interesse em você, porra isso me fode, ela diz que eu que não sei oque quero, sendo que é ela que não sabe, e ainda me chama de hipócrita dizendo que a você faz as coisas que fala que são erradas, não se coloca no lugar dos outros, sendo que é ela que não se coloca, tipo isso acontece só quando a gente briga na maioria acho que 95% do tempo, é só alegria, é só paz, quando ela "tira um tempo" pra conversar comigo, a gente conversa muito sobre nossa relação, conversamos sobre planos, até planejamos em um dia termos filhos, uma casa própria, mas isso não vai acontecer se ela não quiser, eu as vezes quando ela quer brigar por motivo quase que nenhum, eu falo não vou brigar com você, se um não quer dois não brigam, ai ela vem a dois não brigam seu idiota, ai fica putinha e para de falar comigo, ai depois volta, a desculpa por ontem não vai acontecer mais, eu vou melhorar, só que para falar a verdade nunca senti que melhorou, nossa são muitos sentimentos pra um só texto meu deus, tipo eu amo minha namorada, e sei que ela me ama também mas as vezes sinto que não. Só mais um desabafo sobre a vida mesmo, quem não tem problemas que atire a primeira pedra não é mesmo.
submitted by Thecryboy to desabafos [link] [comments]


2020.11.03 03:16 some1_sad Trios, voyeur

Estou namorando há muito tempo com um menino, ele tem o melhor amigo que recentemente separou da namorada (antes de separar dela ele sempre diz que gostaria de ser um voyeur). E meu namorado me convenceu de realizar a fantasia do melhor amigo (agora que tá solteiro) ontem o fizemos. Particularmente eu preferiria de fazer um trio (menina ou menino ✌️) acho que seria mais divertido e legal. Bebemos bastante e as coisas fluíram "naturalmente", não lembro de muito (bebi demais) mas lembro de ter beijado o amigo e de fazer um oral nele (o que não tava combinado, o combinado era ele observar e tocar meu corpo quando quisesse) . Não sei como me sentir, meu namorado diz que não há problema, e que numa "próxima vez" ele ia deixar claro para o amigo não fazer, eu sinto que ele ficou com ciúmes. Eu curti bastante, só que eu não lembro se fui eu ou o amigo quem "teve a iniciativa" de nós beijar e fazer o oral. Não o vi desde então, e estou pensando no acontecido o dia todo, eu sou a menina tranquila e não sei como vou olhar na cara dele quando o ver novamente. Cheguei a sentir remorso porém curti bastante. Tenho medo de me "acostumar". Como reagir quando o ver em novamente???. Tenho vergonha kkkkkkkk Obs: antes disso, eu tive um intento falido de trio com uma amiga e um cara, sempre fiquei com essa ideia de fazer e tals, começamos mas não terminamos kkkkkkkk
submitted by some1_sad to sexualidade [link] [comments]


2020.11.01 20:02 gravityfalls321 Meu namorado é gay?

Bom... É uma longa história, mas eu não sei mais o que fazer ou com quem contar. Eu tô namorando um cara legal há 3 anos. Ele me trata bem, aparentemente gosta de mim e eu gosto dele. Nós nos damos bem desde sempre, mas o único obstáculo são meus pais... Eles não gostam do meu namorado. Eu tento entender o motivo, mas não consigo. Meus pais acreditam que ele é gay. Já quis saber o porquê, tentar entender, explicar, mas eles não justificam o porque disso. Eu já conversei com meu namorado sobre ele ser gay ou bissexual, disse para ser sincero comigo, se é que me entendem. Ele sempre nega e fica chateado por eu estar duvidando de algo assim. Ele é um pouco tímido, quieto demais, não é aquele "hétero top", como as pessoas dizem... meus pais até de forma homofóbica dizem que "ele tem jeito de gay". Eu já cheguei a conversar com uns amigos dele, perguntando sobre esses assuntos e se algum momento já desconfiaram que ele fosse... Mas eles negam. Não quero parecer homofóbica, claro que não, mas esse assunto sempre me deixa com ansiedade e com medo de ser enganada. Sempre fico testando ele com perguntas... Eu já pensei em terminar com meu namorado, mas não sei se seria justo pois ele não me fez nada. Eu queria uma opinião sobre isso. E não queria um julgamento, apesar de estar sendo errada, mas é algo que não consigo me controlar, um medo irracional e inconsequente.
submitted by gravityfalls321 to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 04:30 GatePretend O que vocês fariam na minha situação caras?

Já adianto que o texto vai ser gigantesco, desculpe por isso, vou dividir tudo em "atos", bem estilo Tarantino, acho que fica divertido assim.
ATO I - O RELACIONAMENTO
Conheci uma garota (a exatamente 1 ano e 1 mês) e bom, ambos começamos a conversar porque queríamos ficar um com o outro, era uma espécie de rolo, sabe?
Porém, como tínhamos uma ótima química, conversávamos todo dia, o dia inteiro praticamente, seja por ligação ou por texto, acabamos namorando, foi por pouquissimo tempo (já explico o porquê), e bom, no começo foi tudo ótimo, sempre tinhamos assunto, nós eramos ótimos juntos, no entanto, depois de alguns meses de namoro, ela mudou, ela ficou estranha, passou a não responder minhas mensagens, a me dar vácuos, e etc. Quando eu a chamava, ela as vezes nem queria conversar direito, respondia de forma seca, e grossa. Se fosse raramente tudo bem, eu iria entender, afinal, ela tem problemas pessoais, assim como qualquer um, e nem sempre estamos aptos para conversar. Mas, daí chegou um momento que todo dia, a gente praticamente não conversava, e as vezes ela até ficava brava comigo, pois eu não chamava ela pra conversar, o que era estranho, afinal ela que era seca e grossa, então, eu simplesmente deixei de chamar ela.
Foi então, que chegou um fatídico dia, em que ela tinha dado a idéia de terminarmos, e isso me quebrou completamente, eu amava, amo, ela de verdade cara, sempre tratei ela bem, e sempre tentei fazer com que o relacionamento desse certo.
Após pensar algum tempo nessa idéia, eu realmente acabei terminando, pensei comigo mesmo que, como ela teve a idéia, é porque ela deve querer isso, e talvez eu estivesse segurando ela, ou algo do tipo.
ATO II - O TÉRMINO..?
Feito isso, após alguns dias, ela me chamou, e tinha dito que talvez ainda tivesse sentimentos por mim, e como eu estava abalado com aquilo, e gostava muito dela, acabei cedendo, porém algum tempo depois, aconteceu tudo denovo, ela começou a agir estranho, e etc.
Então, obviamente terminamos denovo, e ficou assim, por um bom tempo, chegamos a conversar denovo de tempos em tempos, porém não era nada muito importante.
Até que, chegou um dia onde ela me chamou, por um motivo que eu não acho necessário esclarecer aqui.
E, conversamos, por cerca de 5 ou 6 horas seguidas, sem parar, chegamos a falar sobre nosso relacionamento, mas também falamos sobre outras coisas, após toda essa conversa, eu pensei que ela ainda gostava de mim, porque porra, não tinha um grande motivo pra ela ter me chamado.
ATO III - O LOOP COMEÇA
Como você já deve esperar, aconteceu tudo denovo, ou quase. Eu pensei que ela gostava de mim, e sempre que tinha a oportunidade, perguntava a ela se talvez poderíamos reatar o relacionamento, e tentar denovo.
Porém, ela trocava de assunto, ou respondia "não sei", ou outras variáveis.
E bom, isso tava me fazendo mal, é horrível conversar com alguém que tu gosta tanto, e não saber se tem alguma chance de vocês talvez voltarem.
Sempre que ela me mandava mensagem, eu congelava, começava a suar, e a tremer as vezes, eu sempre queria parecer o mais interessante possível pra ela, sempre queria conseguir puxar um assunto com ela. As vezes, conversávamos a noite inteira, até o sol nascer, porém em outras vezes (a maioria delas), conversámos pouco, ela cortava a conversa de forma seca, e acabava ali.
Após 4 meses nessa tortura mental, eu acabei falando pra ela o que estava acontecendo comigo, que eu não estava bem, e eu pedi pra ela não me mandar nenhuma mensagem, que eu queria ter um tempo pra pensar comigo mesmo.
E isso aconteceu, por 2 meses, eu não falei com ela.
ATO IV - O LOOP ACABA..?
Nesses 2 meses, eu me senti como não me sentia fazia tempo, eu estava conseguindo não pensar nela tanto assim, eu me sentia feliz no dia a dia, e estava sentindo uma melhora comigo mesmo, minha autoestima nunca esteve tão alta.
E pra ajudar, comecei a ter "sessões de terapia" com um amigo, quase toda madrugada estávamos conversando sobre assuntos diversos, mas principalmente sobre nossos problemas, e como resolvê-los.
Estava tudo indo muito bem.
Chegou um certo ponto, em que eu percebi que conversar com ela realmente estava me fazendo mal e, eu comecei a diariamente excluir de pouco em pouco, tudo que me lembrava dela na minha vida, cheguei até a apagar o nome dela do meu dicionário do teclado.
Em um desses dias excluindo coisas, eu cheguei a um print.. um print do número de celular dela, e bom, eu tinha excluído o número dela, e todas as redes sociais envolvendo ela.
E, sabe aquela parte que fica coçando, aquela parte curiosa sua? Ela tava afiada nesse dia.. Eu acabei adicionando o número dela, porém, sem intenções de falar com ela, só queria saber se ela estava bem...
ATO V - O LOOP RECOMEÇA
Ao olhar o contato do WhatsApp dela, vi que ela estava offline desde um mês atrás, acabei ficando preocupado com ela.
Imediatamente tentei pensar em alguma forma de ver se ela estava bem, sem falar com ela, então, baixei meu Facebook, e fui olhar o perfil dela, e a mesma coisa tinha acontecido, última publicação foi a um mês atrás, estava tudo vazio..
Fiquei mais preocupado e recorri a minha última escolha, baixei o Instagram e fui ver... Ela tinha me mandado uma mensagem, fazia uma semana. Me falando que estava com saudades, que queria falar comigo, e bom, encurtando tudo, você sabe exatamente o que aconteceu.
Imaginei que ela sentisse a mesma coisa que eu sinto por ela, e... estamos conversando até hoje, porém, eu me odeio por isso, eu sei que não vamos namorar, porém direto ela fica dando pitecos dizendo coisas sobre nós dois juntos, e etc.
E, eu tenho certeza que isso não vai acontecer, ela só está me iludindo talvez, pela 3ª vez caras..
Bom, acabou meu desabafo, eu resumi bastante coisa pra não ficar mais longo do que deveria, só queria saber, o que vocês fariam na minha situação?
aproposito, enquanto eu escrevia o texto ela me mandou uma mensagem.
Enfim é isso, desculpe pelo tamanho do texto, qualquer ajuda é bem vinda, obrigado se você leu até aqui
submitted by GatePretend to desabafos [link] [comments]


2020.10.31 00:18 kimmertin Tenho uma web namorada amo muito ela mas...

Recentemente comecei um web namoro com uma pessoa incrível, ela e atenciosa, meiga, fofa, perfeita pra mim, mas ultimamente tenho percebido que ela não está mais como era antes, percebi que ela está me mandando eu te amo com menos frequência, não me chama mais de amor, como antes, e isso tem me preocupado, e não é só isso, percebi que ela está meio "chata", ela disse que está assim porque lá na casa dela está chato, mas não sei, as vezes até eu mesmo esqueço que a gente está namorando, acho isso muito preocupante, e o pior foi que antes da gente namorar ela me dava mais atenção, ficamos mais de um mês conversando antes de começarmos a namorar, e a gente se da muito bem por sinal, mas não sei porque esses dias venho andado meio receoso com nosso namoro, assim na verdade ela que me pediu em namoro, me senti quase que obrigado a aceitar, porque fiquei com medo de ela parar de conversar comigo se rejeitasse, não quero perder ela, e se tiver que web namorar ela pra continuar conversando, eu aceito essa condição, sipa estou sendo meio otário por estar dizendo isso, é que minha vida sempre foi muito complicada, as pessoas parecem que não estão nem ai para o que eu sinto, quase toda minha vida nunca tive apoio emocional, e ela meio que esta sendo esse meu apoio, mas esses dias não estão mais sendo assim, não consigo me abrir com ela mais facilmente, me **** muito na vida pra ter isso, e inclusive quase perdi ela duas vezes, por minha idiotice, falando que não a amava, ela me chamou até de escroto, e que não queria mais nada comigo, sendo que a gente ainda nem estava namorando ainda, lembro até hoje que ela me perdoou porque eu fiz uma musica pra ela, dizendo "Você caiu do céu com um vestido branco e um véu, com este vestido perolado me levou até o céu", acho que foi Deus que botou ela na minha vida, pra me "concertar", mas ultimamente tenho percebido que talvez não era como eu estava pensando, só talvez, acho que estou sendo muito egoísta nisso até mesmo ela me falou um dia isso, que eu nunca me coloco no lugar dela, e isso e mesmo verdade, as vezes eu coloco a culpa nela como se ela fosse a culpada, sendo que não é, eu não queria ser assim, nunca quis, e quase minha vida toda nunca tive ninguém assim para conversar, desabafar, meio que ela está sendo a primeira, mas eu simplesmente não consigo falar isso que estou falando aqui pra ela, não sei o motivo, não sei mas acho que se tivesse uma segunda pessoa com quem confiar, acho que não ficaria assim tão receoso, mas não tenho certeza, até tive essa segunda pessoa com quem conversar por um tempo, ela dizia que eu era como um irmão pra ela, dai um dia eu disse que estava magoado com ela porque não me respondia, e ela só mandou um ";-;" e eu nunca mais mandei mensagem, não gosto de pessoas que me ignoram, está vendo que eu estou querendo conversar, e simplesmente só ignora, como se eu fosse um fantoche, talvez eu seja o problema nessa situação, talvez eu que estou piorando a vida dos outros, talvez sou eu que estou deixando ela "chata", tem vezes que eu converso em call com um amigo, mas quando converso com ele, minha namorada manda mensagem e eu não consigo responder, e quando ele para de ir call comigo, eu fico muito triste, porque não consegui responder ela, e agora ela não está mais online pra conversar comigo, ai são duas horas de crise existencial, só porque ela não está comigo, e quando ela volta, parece que estou sendo abraçado por um anjo, que o anjo diz "Estou aqui por você", e isso meio que me acalma, mas ultimamente parece que eu estou sempre por ela, quando ela está mal, mas ela não está por mim.
Enfim só mais um com uma vida de merda.
submitted by kimmertin to desabafos [link] [comments]